Gostou do post? Ajude-nos votando nas estrelas AQUI Abaixo 👇

Se, recentemente, você buscou por uma dieta para perder peso na internet, certamente se deparou, dentre os resultados, com a famigerada Dieta Low Carb – uma das tendências fitness mais faladas dos últimos tempos. O método, que consiste em seguir um cardápio restrito quanto ao consumo de carboidratos, ganhou muitos adeptos graças a promessa de dar um choque no metabolismo e propiciar um emagrecimento mais rápido, se comparado com os regimes convencionais. Deixando em segundo plano detalhes como quantidade das porções e as calorias, a dieta preconiza, na realidade, um consumo bem reduzido e qualificado de carboidratos. Como esses alimentos são nossa principal fonte de energia, sua restrição na dieta estimularia o organismo a usar os estoques do corpo, ou seja, os depósitos de gordura. Mas, será que a Low Carb funciona mesmo? Tire suas dúvidas abaixo:

Como funciona a dieta low carb?

Numa dieta convencional, segundo nutricionistas, os carboidratos devem compor entre 45 e 55% do cardápio. Isso significa que alimentos como o arroz, feijão, massas, grãos, cereais, tubérculos e legumes cozidos não devem preencher um espaço muito inferior ou muito além da metade do prato. Os outros 40-55% da refeição devem ser complementados por proteínas, gorduras boas e alimentos ricos em fibras, como vegetais crus, oleaginosas, azeite de oliva e carnes magras. Isso é um exemplo de prato “equilibrado”.

No entanto, na dieta low carb, o “espaço” para carboidratos é bem menor, não podendo ultrapassar 20% do prato. Ou seja, se você se pergunta como fazer a dieta, nesse plano alimentar, os mesmos alimentos (arroz, feijão, massas, grãos, cereais, tubérculos e legumes cozidos) só podem ocupar 1/5 do prato, sendo que o restante (no mínimo 80%) deve ser composto por proteínas, gorduras boas e alimentos ricos em fibras. Com essa “oferta” bem menor, o organismo precisa compensar a falta de energia rápida proporcionada pelos carboidratos, acionando outros mecanismos para manter-se ativo, como, por exemplo, a queima de gorduras.

Cardápio da dieta low carb

Mas nem tudo é tão simples: embora, a dieta no carb, como também é conhecida, não limite tanto o tamanho das porções ou as calorias, é preciso ter bom senso e fazer escolhas certas para que o regime realmente dê resultado. Além da regra dos 20% valer para todas as refeições, ou seja, para o café da manhã, para os lanches (da manhã e da tarde) e ceia, não é qualquer carboidrato que pode entrar no cardápio. Veja alguns exemplos do que pode, o que não pode e a razão para tal:

Alimentos permitidos:

  • Arroz integral e outros cereais integrais;
  • Frutas de baixo índice glicêmico (coco, ameixa, morango, abacate, kiwi, maracujá, etc.);
  • Hortaliças e vegetais folhosos;
  • Legumes ricos em fibras (preferencialmente crus e com casca);
  • Proteínas magras (carne vermelha com pouca gordura, carne branca, peixes, ovos, queijos magros, etc.)

Porque são importantes: Por serem ricos em fibras, esses carboidratos são absorvidos mais lentamente pelo organismo, ou seja, demoram mais para serem digeridos e se transformam em “energia” num ritmo mais devagar. Além de ajudar na saciedade, o açúcar que entra na corrente sanguínea (ao ser digerido, todo carboidrato vira açúcar e vai para corrente sanguínea, a fim de ser usado como combustível para o corpo) tem mais tempo para ser utilizado pelo organismo antes de virar “estoque de energia”, ou seja, gordura.

Alimentos proibidos

  • Farinha branca e derivados (pães, massas, arroz branco)
  • Alimentos ricos em amido (inclusive legumes como a batata, milho, etc.)
  • Frutas de alto índice glicêmico (banana, melancia, manga, uvas, mamão, etc.)
  • Açúcar refinado e alimentos industrializados
  • Grãos que contém glúten
  • Gorduras ruins (manteiga, gordura hidrogenada, óleos vegetais, etc.)

Porque são prejudiciais: Também conhecidos como “carboidratos simples”, esses alimentos são digeridos com muita facilidade pelo organismo, fazendo com que sejam rapidamente convertidos em açúcar no sangue. Esse pico de glicose faz com que o corpo precise liberar muita insulina – um hormônio que, enquanto ativo, inibe a queima de gorduras e, além disso, favorece seu acúmulo. Como o corpo não consegue aproveitar tanta energia de uma única vez, acaba direcionando o excesso para os estoques energéticos, como, por exemplo, o tecido adiposo.

Benefícios da dieta

Contribui para a reeducação alimentar

Uma das premissas do método é estimular a alimentação de verdade, ou seja, mais natural possível. Isso significa que você certamente vai ter que preparar suas próprias receitas low carb. Isso, por consequência, faz com que você se torne mais consciente de suas escolhas. Nesse ponto, a low carb serve, até mesmo, para a reeducação alimentar, visto que não é um regime passageiro, mas sim, um estilo de vida.

Aumenta a saciedade

Os alimentos recomendados na dieta low carb são ricos em fibras e proteínas, ambos de difícil digestão. Esse esforço extra para processar a refeição retarda o esvaziamento gástrico e prolonga a sensação de saciedade, ou seja, o indivíduo certamente vai levar mais tempo para sentir fome novamente.

Ajuda na perda de peso

Sem dúvidas, saber se a dieta low carb emagrece mesmo é uma das questões mais pertinentes de quem deseja seguir o método. De fato, diversos estudos apontam que, quando bem orientado, o plano alimentar é eficaz para a perda de peso. Mas, para que realmente propicie um emagrecimento sustentável a longo prazo, o mais recomendado é procurar a orientação de um nutricionista antes de cair de cabeça na dieta. Isso porque reduzir drasticamente o consumo de carboidratos de uma hora para outra pode provocar, além de sintomas bem desagradáveis, maior risco de efeito sanfona, ou seja, mais chances de recuperar o peso perdido (ou até mais), pouco tempo depois de voltar a rotina alimentar convencional. É por isso que muitas pessoas encaram o low carb não como uma dieta, mas como um estilo de vida, onde as mudanças são feitas progressivamente até que se tornem um hábito permanente.

Aliás, com tantos adeptos, a cada dia surgem novas informações e receitas sobre a dieta low carb na internet. Por isso, para ficar sempre por dentro do que é, de fato, bom para sua forma e sua saúde, não deixe de acompanhar o Blog da Nature Center!

Curtiu ? Ficou curioso ? Leia mais sobre Alimentação no nosso blog.
Curtiu ? Ficou curioso ? Leia mais sobre Dietas no nosso blog.

Deixe um comentário