Gostou do post? Ajude-nos votando nas estrelas AQUI Abaixo 👇
Como controlar a fome excessiva durante a dieta?
5 (100%) 1 vote[s]

Manter a linha em uma reeducação alimentar não é tarefa fácil. Quem já tentou que o diga, afinal, existem muitas tentações ao nosso redor, além de fatores como ansiedade, estresse e outros que surgem para atrapalhar nossa força de vontade. Não é à toa que as pessoas costumam adiar o início da dieta e muitas desistem logo nos primeiros dias. Realmente essa fase inicial é a mais delicada, mas também é crucial para o sucesso do processo. É normal encontrar dificuldades nesse período, afinal o corpo ainda está se adaptando aos novos hábitos. Mas, depois que o organismo entra no ritmo, fica muito mais fácil e os resultados são recompensadores. Além disso, existem algumas táticas que podemos usar para facilitar essa jornada e evitar os deslizes. Confira a seguir dicas de como manter o foco e atitudes práticas do dia a dia de como focar na dieta para alcançar os resultados desejados mais rápido e com saúde:

Aprenda a diferenciar a fome da vontade de comer

Se você é o tipo de pessoa que não consegue controlar a fome o e está sempre beliscando alguma coisa, especialmente aqueles petiscos nada saudáveis, saiba que esse hábito pode ser o seu lado emocional falando. Por isso, o primeiro passo para conseguir se manter na dieta é aprender a identificar a fome fisiológica. Diferente da emocional, que é repentina e urgente, a fome verdadeira surge e aumenta gradualmente, além disso ela não desaparece se você fizer outra atividade para se distrair.

Já a vontade de comer não tem a ver com as necessidades fisiológicas, e sim com estado mental ou emocional, como em situações tristes ou muito felizes, momentos de tensão ou ansiedade. Saber diferenciar uma da outra é fundamental para garantir o sucesso da dieta, pois assim você saberá o que fazer diante de cada sintoma. Se a sua fome for emocional, fazer atividades que o distraiam ajuda a resistir à tentação de ingerir alimentos calóricos. Mas, se for algo recorrente, talvez seja preciso procurar a ajuda de um psicólogo para identificar o gatilho que desencadeia nessa sensação.

Coma antes da fome apertar

Para controlar a fome é preciso tomar as rédeas da situação e não deixar ela te pegar. Ou seja, quanto maior o apetite, maiores são as chances de um exagero, não é mesmo? O problema é que quando isso acontece o nível de insulina dispara no organismo, causando um pico que provoca, em seguida, uma sensação de cansaço e mais fome. Isso pode gerar um ciclo difícil de ser quebrado. Para evitar essa situação, o ideal é se antecipar e fazer uma refeição antes de chegar a um estado crítico. Por isso, quando houver um sinal de fome leve, você pode aproveitar para comer menos e mais devagar, assim o organismo mantém o ritmo de trabalho e disponibiliza mais energia para o corpo.

Comece pela salada

Parece irrelevante, mas “forrar” o estomago com uma salada antes do prato principal pode fazer toda a diferença em uma dieta saudável. Isso porque, começar com essa opção leve e nutritiva aumenta a saciedade e, consequentemente, ajuda a reduzir a quantidade do próximo prato que, geralmente, é mais calórico. Por isso invista em uma salada bem variada e cheia de cor, rica em folhas verdes, verduras e legumes. Para temperar você pode acrescentar azeite extra virgem e limão, que também ajudam a reduzir o apetite.

Invista nas fibras e gorduras boas

A fome em excesso pode ser sinal de que seu organismo não está recebendo todo o aporte nutricional que ele precisa para funcionar corretamente. Por isso, o ideal é apostar em ingredientes que, além de nutritivos, também sejam alimentos que saciam a fome, capazes de prolongar essa sensação por mais tempo, como as fibras e gorduras boas. Alimentos como brócolis, frutas, leguminosas, grãos, cereais e vegetais, especialmente as folhas verdes, são ricos em fibras e, por isso, são digeridos mais lentamente pelo organismo. Com isso, a saciedade é prolongada e você acaba comendo menos.

Já as gorduras boas, encontradas nas oleaginosas, como amêndoas, nozes e castanhas, em peixes como o salmão, ou em alimentos como o abacate e azeite de oliva extra virgem, também ajudam a retardar o esvaziamento gástrico, além de contribuírem para a melhora da saúde como um todo. Muitas pessoas excluem as gorduras do cardápio durante a dieta, mas é um erro, pois elas promovem saciedade e energia para o corpo, evitando a fome em excesso. E, quando consumidas com moderação, não prejudicam em nada a perda de peso, pelo contrário, elas podem acelerar esse processo e favorecer uma dieta saudável.

Mantenha o corpo hidratado

A desidratação produz uma sensação que é facilmente confundida com fome, os sinais são os mesmos e confundir um com o outro é mais comum do que se imagina. Portanto, você pode apenas estar com sede. Além disso, muitas pessoas vivem em um estado de desidratação crônica sem nem perceber e o resultado disso é fraqueza e dificuldade de concentração. Manter o corpo hidratado é vital para o seu bom funcionamento. Por isso você deve consumir ao menos os dois litros diários recomendados para ter o corpo bem-disposto e a mente alerta, além de evitar a tal fome que, na verdade, pode ser sede.

É melhor prevenir

Controlar a dieta fica muito mais fácil quando há um planejamento prévio, especialmente se você faz suas refeições fora de casa. Na rua o número de tentações fica muito maior e na hora que a fome bate fica difícil resistir. O fato é que nem sempre é fácil achar opções de lanches saudáveis quando precisamos comer fora, por isso, o ideal é andar com porções de petiscos saudáveis e lanches que podem saciar sem desviar do propósito. Os especialistas recomendam fortemente as refeições fracionadas ao longo do dia, que consistem em três principais e três lanches intermediários. Então, se você for trabalhar, estudar ou passear, prepare uma marmita ou lancheira com opções saudáveis que poderão te ajudar a manter o foco.

Controle suas emoções

Comer por ansiedade é mais comum do que parece. Quem nunca descontou na comida alguma tristeza ou frustração que atire a primeira pedra, não é mesmo? A nossa mente é muito mais poderosa do que parece e, para evitar a fome emocional, é preciso aprender a controlar pensamentos e emoções que sirvam de gatilho. Uma boa maneira é procurar distrações e tarefas que desviem os pensamentos. A primeira fase da dieta é, geralmente, a mais difícil. Assim que os resultados começarem a aparecer a disposição e força de vontade aumentam muito. Então, já sabe, pode contar conosco: aqui no Blog da Nature Center você encontra o melhor conteúdo sobre dieta e suplementação, por isso, fique sempre de olho no nosso conteúdo!

Curtiu ? Ficou curioso ? Leia mais sobre Alimentação no nosso blog.
Curtiu ? Ficou curioso ? Leia mais sobre Dietas no nosso blog.

Deixe um comentário