Tag: perda de peso

Sinais de emagrecimento: entenda como ocorre a perda de peso

Nada como ver os resultados de seus esforços, não é mesmo? Para quem faz dieta ou algum tipo de exercício físico, acompanhar as mudanças do corpo é algo satisfatório, principalmente, quando está chegando perto de algum objetivo, que pode ser o emagrecimento, o ganho de massa, definição, etc. Mas para alcançar as metas é importante ter a consciência e a responsabilidade de que deve ter um profissional junto com você para acompanhar a perda de peso e monitorar a dieta afim de garantir que tudo está sendo feito de forma adequada.

Como ocorre a perda de peso?

A preocupação com o peso é algo muito comum dentro da sociedade e isso atinge pessoas de diferentes idades e faixa-etárias. O problema disso é que diante dessa inquietação, muitas pessoas acabam emagrecendo do jeito errado, prejudicando a saúde. Então, entender como acontece o processo de perda de peso é saber como funciona o corpo, o metabolismo, a fisiologia dele e como os hábitos influenciam nisso. Ou seja, acaba se tornando um processo de autoconhecimento e, claro, de autocuidado. Mas para isso é importante compreender os seguintes pontos:

O metabolismo

O corpo é uma engrenagem complexa de compreender e muitas variáveis influenciam no metabolismo, como por exemplo: alimentação, estresse, ciclo menstrual, atividades físicas, genética, entre outros. Então, mesmo que seja seguida uma rotina muito disciplinada, o corpo nunca vai perder a mesma quantidade de calorias no dia a dia por depender de todos esses fatores. Sendo assim, acompanhar o emagrecimento nem sempre é algo fácil ou até mesmo satisfatório, inclusive, quando está chegando perto do objetivo, pois, neste momento o organismo passa a manter o estoque de energia, dificultando a perda de calorias.

Metabolismo lento X metabolismo rápido

Para quem é mais ligado em assuntos sobre qualidade de vida e saúde, certamente, já ouviu falar sobre metabolismo lento ou rápido. No entanto, poucas pessoas sabem como é o próprio metabolismo. Porém, um nutricionista pode dizer com certeza qual é o tipo de cada pessoa. Saber se o seu metabolismo é rápido ou lento é importante para entender como o próprio corpo funciona e cuidar dele forma consciente, adequando a dieta e exercícios de acordo com cada necessidade.

O carboidrato é o combustível do corpo

Cortar os carboidratos não é um jeito saudável de emagrecer, até porque esse grupo deve ser suprido no corpo regularmente para que o organismo possa ter energia. A falta de carboidrato causa cansaço, indisposição e tonturas. Ou seja, não adianta emagrecer a todo custo. O mesmo serve para outros tipos de alimentos, afinal, os grupos alimentícios possuem funções especificas no corpo, como por exemplo, deixar o sistema imunológico fortalecido, estimular as funções químicas, trazer equilíbrio vital, entre outras. Isto é, dietas restritivas forçam o emagrecimento de forma errada e só devem ser feitas quando recomendada e acompanhada por um médico em casos específicos em que é importante a não ingestão de determinados alimentos, mas nesta situação, o especialista pode indicar alimentos substitutos.

Perder peso muito rápido não é indicado

Geralmente, junto com a vontade de perder peso vem a ansiedade e daí surgem as dietas restritivas e milagrosas. Porém, quando o emagrecimento acontece de maneira muita rápida por meio dessas dietas, o corpo acaba queimando os músculos para que possa ter mais energia, e, então, o resultado só poder ser um: perda de peso acelerada, no entanto, parte disso resulta em perda de massa muscular. E perder massa muscular é prejudicial à saúde, pois, dificulta a manutenção do peso, impossibilita queimar calorias e faz mal até mesmo a outros órgãos.

O cérebro não gosta de dietas

O cérebro detesta as dietas, sendo assim, como é possível emagrecer? Em linhas gerais, o cérebro não entende quando queremos perder peso, então, ele aciona um estado de emergência fazendo com que fique cada vez mais difícil resistir a qualquer tentação ou acabam consumindo menos energia dos alimentos. Mesmo assim, quando ocorre a perda de peso, o cérebro trabalha para que o peso anterior seja recuperado. Isso faz com que pessoas que entram em dietas sejam mais propensas a serem obesas. A dieta acaba gerando sentimentos negativos, como estresse e ansiedade, e isso faz com que o cérebro não entenda o que de fato é fome ou gula. No caso do estresse, ele consome muita glicose, substância fundamental para manter o autocontrole, ou seja, uma pessoa estressada tem mais dificuldade para resistir as tentações. No caso da ansiedade, ela contribui para o desenvolvimento de hábitos compulsivos. Então, como fazer com que o cérebro entenda o desejo de emagrecimento? Para isso acontecer, o foco não pode ser totalmente na alimentação, mas, sim, no conjunto de hábitos saudáveis, como por exemplo, a prática de exercícios e até mesmo a meditação. Pois essas atividades podem modificar a forma como o cérebro pensa e estabelecer uma relação saudável com corpo, mente e hábitos.

Como saber que estou perdendo peso de forma saudável?

Bom, nem sempre perder peso significa que está fazendo do jeito certo, no entanto, existem maneira de monitorar o emagrecimento e entender se está indo no caminho certo ou não. Por isso é sempre orientado fazer este processo de emagrecimento com o acompanhamento de um médico especialista. No entanto, listamos algumas maneiras de identificar a perda de peso forma saudável ou não.

Emagrecendo certo

– Mais disposição no dia-a-dia; – Melhor condicionamento físico; – Se sente mais forte e saudável; – Vontade de manter uma alimentação equilibrada; –  Bom humor, boa autoestima; – E, claro, redução de circunferência ou manutenção de peso.

Emagrecendo errado

– Mal humor; – Compulsão por alimentos; – Emagrecimento muito rápido; – Mudança de humor repentina; – Sintomas como dores de cabeça e tontura. São vários fatores que influenciam no emagrecimento, para fazer isso de uma maneira saudável é extremamente importante que um médico faça esse acompanhamento, além de claro, entender o próprio corpo e hábitos. Autocuidado é algo essencial para esse processo, pois, ele traz responsabilidade com a própria saúde. Continue acompanhando o site da Nature Center para ler mais sobre saúde e qualidade de vida.

Como afastar a fome e perder peso de verdade

Para muitas pessoas, iniciar uma dieta é quase sempre sinônimo de sacrifício. Isso porque, para boa parte delas, a perda de peso está associada à privação, principalmente no que diz respeito ao cardápio.  Dizer adeus às refeições habituais, normalmente generosas, e ter que encarar pratos menores causa certa ansiedade e, principalmente, a sensação de fome constante. Quem nunca desistiu da dieta após um deslize e chegou à conclusão que seria impossível vencer essa sensação? Embora uma das premissas do emagrecimento seja, de fato, a redução da ingestão calórica, isso não significa que “fechar a boca” seja a melhor estratégia. Para quem deseja perder peso de forma saudável, sem correr o risco de enfrentar o efeito sanfona, é preciso apostar num cardápio rico em elementos que mantenham a saciedade em alta. Nesse âmbito, alguns alimentos ganham destaque por sua capacidade de suprimir o apetite e, dessa forma, ajudar no controle da dieta.  Saiba mais:

Por que a fome é tão irresistível?

De acordo com a nutricionista Sinara Menezes, a resposta para essa pergunta tem tanto razões físicas quanto emocionais “O mecanismo da fome é um dos sistemas mais complexos e eficazes do organismo, pois, além de estar ligado à sensação de satisfação, está envolvido na própria preservação da vida. Para nosso corpo, comer e armazenar gordura são formas de garantir energia para manutenção das suas atividades vitais.” E para alertar qualquer “baixa” nesse estoque, nosso corpo conta com agentes específicos, responsáveis por fazer a comunicação entre o cérebro e o sistema digestivo: os hormônios. A insulina, por exemplo, é um hormônio produzido pelo pâncreas que tem a função de carregar a glicose liberada pelos carboidratos para dentro das células, afim de que o corpo a utilize como combustível. Quando a secreção desse hormônio ocorre de forma normal, o corpo mantém o nível de glicose, ou seja, de energia, estável e não precisa “acionar” a fome. Porém, algumas situações colocam esse balanço em cheque “Quando seguimos uma dieta desequilibrada, rica em açúcares e carboidratos refinados, o corpo precisa liberar muita insulina de uma vez para dar conta de tanta glicose. Acontece que logo após esse pico, ocorre uma queda brusca na glicemia, fazendo com que o organismo entenda que a energia está em baixa. É exatamente por isso que voltamos a sentir fome mesmo após uma refeição calórica como uma macarronada, doces ou um fast food. Por mais que pesem no estômago, esses alimentos são rapidamente absorvidos pelo organismo, provocam uma gangorra na glicemia e propiciam a fome recorrente”– explica a profissional da Nature Center. Outra situação que pode resultar no descontrole do apetite é a desequilíbrio da grelina e da leptina, os hormônios da fome e saciedade, respectivamente. A grelina é a principal responsável por alertar o esvaziamento do estômago, sendo que, quanto mais tempo uma pessoa ficar sem alimentar, maior será sua produção e, consequentemente, a sensação de fome. Por outro lado, a leptina exerce justamente o papel contrário, suprimindo o apetite e aumentando a queima calórica. Numa situação ideal, o corpo vai produzindo leptina a partir das suas reservas, sinalizando que não precisa mais “comer”, pois seus níveis energéticos são suficientes. “O grande problema é que a própria obesidade (inflamação do tecido adiposo) faz com que o organismo crie uma resistência ao hormônio, dificultando a sinalização de saciedade”.  Além disso, a nutricionista considera a questão psicológica “Determinados alimentos, especialmente ricos em açúcar, estimulam a liberação de neurotransmissores responsáveis pela sensação de prazer. Por isso muitas pessoas descarregam no prato sua ansiedade, fadiga ou stress, como uma espécie de “recompensa”” emocional.

Driblando a fome exacerbada

Não é a toa que se manter firma na dieta não é uma tarefa fácil! Porém, a culpa não é só do organismo: de acordo com a nutricionista, o grande problema é que a maioria das pessoas aposta no radicalismo e não na reeducação alimentar “Nem sempre é preciso reduzir drasticamente a quantidade de alimentos ingeridos ou ficar longos períodos de jejum. A melhor aposta é fazer substituições estratégicas, apostando na qualidade do que entra no cardápio. Além disso, alimentos funcionais são grande aliados nessa hora, alguns deles são capazes, inclusive, de manter a glicemia estável e retardar o esvaziamento gástrico, proporcionando assim um controle melhor do apetite”.

Muita fibra!

Uma das maneiras mais eficazes de reduzir a fome é apostar em alimentos ricos em fibras solúveis: além de exigirem um trabalho maior do sistema digestivo devido sua complexidade, esses elementos são capazes de formar uma espécie de gel no estomago, aumento seu “volume” e, portanto, a saciedade. Essa sensação de “estômago cheio” ajuda na diminuição da grelina – o hormônio da fome, pois sua produção cai, justamente, quando o alimento “toca” a parede estomacal. Outra grande vantagem é que as fibras não são totalmente digeridas pelo organismo e, ao atravessar o aparelho gastrointestinal, carregam consigo parte da gordura dos alimentos, reduzindo sua absorção. “Dentre os funcionais, o agar agar é um tipo de alga composta quase que totalmente por fibras solúveis (mais de 90%), propriedade que além de melhorar o transito intestinal, faz com que se uma pequena quantidade ingerida seja suficiente para driblar a sensação de fome”.

Aposte nas proteínas

Proteínas, sobretudo de fonte animal, são muito conhecidas na dieta de atletas. Isso porque, além de serem responsáveis pela formação dos músculos, auxiliam na saciedade. Além de serem digeridas de forma mais lenta, são fontes de aminoácidos, pequenos compostos que, no organismo, tem o papel de formar os tecidos. E embora esta seja sua principal função, alguns aminoácidos, em especial, podem ajudar significativamente no emagrecimento. “A fenilalanina ajuda a suprimir o apetite, pois estimula a produção de substâncias como a dopamina, norepinefrina e colecistocinina, todos relacionados ao controle da fome. O triptofano reduz a ansiedade e é precursor da serotonina, substância que, quando em falta, propicia o descontrole alimentar.“ De acordo com Sinara, a lista de benefícios da ingestão de aminoácidos para quem deseja perder peso é extensa, porém, isso não significa que aqueles que não gostam de comer carnes devam encarar um prato cheio do alimento em prol da dieta “A Spirulina é uma microalga que possui praticamente todos os aminoácidos, essenciais e não essenciais. Uma pequena quantidade deste funcional já confere uma porção elevada de proteínas e fibras, ajudando tanto na saciedade quanto na recuperação muscular.” Estudos apontam, inclusive que a spirulina é um dos alimentos mais completos do ponto de vista nutricional, tendo uma concentração de ferro, cálcio e proteínas muito mais elevada do que um corte de carne, por exemplo.  

Controlando o volume estomacal

Manter as medidas após o emagrecimento é tão importante quando conseguir perder peso. Afinal, muitas pessoas relaxam após o fim da dieta e acabam recuperando todo, ou mais, do peso perdido. Para evitar o temido efeito sanfona, a melhor medida é apostar numa alimentação equilibrada, sem dietas extremamente restritivas e reduzir, gradativamente, o tamanho do prato “Quando comemos demasiadamente, o estomago vai se tornando flácido, o que, com o tempo, exigirá uma ingestão cada vez maior de alimentos para ter a sensação de saciedade. Porém, é possível mudar esta condição naturalmente, através de hábitos saudáveis, como fracionar as refeições, ingerindo pequenas porções a cada 3 horas, por exemplo. Além disso, leva um tempo até o cérebro “entender” que estamos comendo, portanto é recomendado fazer as refeições sem pressa, mastigando bem os alimentos”.

Sede ou fome?

Preservar o tônus muscular e combater a flacidez também é uma preocupação daqueles que estão no processo de emagrecimento.  Nesse momento, existem alimentos que podem tanto ajudar a saciar o apetite quanto manter a elasticidade da pele, evitando as temidas estrias. Já não é novidade nenhuma que o Colágeno é um nutriente famoso por seu poder de preservar a saúde da pele. Mas você sabia que ele também ajuda a controlar a fome? Ao entrar em contato com a água, a proteína se expande, ocupando mais espaço no estômago. Além da famosa proteína, existem as antocianinas, compostos vegetais presentes em alimentos como a berinjela, capazes de proteger os tecidos contra a ação dos radicais livres – moléculas que destroem a estrutura das células e propiciam diversas inflamações.  E tem mais: por ser rico em fibras, o legume propicia uma digestão mais lenta, evitando a fome fora de hora. Mas, e se ela acontecer? A nutricionista dá a dica: “Nosso cérebro não sabe distinguir a fome da sede, pois ambas necessidades são sinalizadas na mesma região. Portanto, é aconselhável sempre beber um copo de água quando sentir aquela fome fora de hora. Muitas vezes o que precisamos neste momento não é de comida, mas sim de hidratação. Dessa forma, estamos, ao mesmo tempo, atendendo uma demanda fisiológica, hidratando a pele (e todo o corpo), e evitando o consumo de calorias desnecessárias” – finaliza. Fonte: Nature Center

Turbine seu metabolismo com a Pimenta Fitoway

Na luta contra a balança qualquer ajuda é bem-vinda, especialmente quando se trata de algo que pode potencializar os resultados desejados sem comprometer a saúde do nosso organismo. Para isso o comércio de produtos suplementares vem investindo em tecnologia de ponta em busca de novidades que aliem saúde e boa forma de maneira segura e garantida. Um desses produtos é a Pimenta Fitoway, um suplemento natural à base de extrato de pimenta, gengibre, guaraná e canela, que, além de ativar o metabolismo graças a seu efeito termogênico, ainda é um aliado na obtenção de uma silhueta definida, pois, após o uso contínuo, ele impede a formação de novas células adiposas, dificultando o acúmulo de gorduras no corpo e na corrente sanguínea.

Saiba como o Fitoway age no organismo

As cápsulas da Pimenta Fitoway, além de atuarem como potencializadoras do emagrecimento, ainda trazem diversos benefícios ao organismo, devido às suas propriedades energéticas capazes de diminuir o cansaço e aumentar a disposição e resistência, auxiliando para uma melhora do desempenho físico, especialmente durante os treinos, o que contribui para um maior gasto calórico e ajuda na definição muscular. Mas, além disso, as substâncias presentes em sua fórmula, como o guaraná, são classificadas entre os melhores estimulantes, capazes de aumentar o estado de alerta, a concentração e a disposição. Com um aporte maior de energia a Pimenta Fitoway ainda retarda a fadiga e melhora a performance durante a prática de exercícios, mantendo o corpo em um ritmo constante de trabalho para potencializar os resultados.

Vantagens além da boa forma

Diferente dos remédios populares para emagrecer – que favorecem o emagrecimento, mas causam diversos efeitos colaterais – a Pimenta Fitoway, quando aliada a uma alimentação balanceada, trabalha de forma eficaz, não apenas auxiliando a perda de peso, mas beneficiando a saúde em geral. Ela melhora a vasodilatação, aumentando a circulação, o que faz com que o corpo produza mais energia e também possui antioxidantes como a capsaicina e a piperina, substâncias obtidas através de diferentes tipos de pimentas, que protegem o coração, são anti-inflamatórias e possuem ação analgésica capaz de reduzir dores causadas por reumatismos e doenças articulatórias. Além disso ela também favorece o sistema imunológico, prevenindo contra a diabetes, e de quebra ainda reduz o apetite.

Efeito termogênico e antioxidante

As substâncias classificadas como termogênicas tem a capacidade de elevar a temperatura corporal e estimular a termogênese – processo natural no qual o corpo trabalha para manter sua temperatura estável. Dessa forma, o metabolismo acelera, aumentando seu ritmo de trabalho para regular a temperatura interna do corpo. Sempre que o organismo precisa realizar esse processo, ele gasta energia e, consequentemente, calorias. A Pimenta da Fitoway ativa esse sistema, fazendo com que o corpo aumente seu gasto calórico diário. Já suas propriedades antioxidantes, além de auxiliar na prevenção e combate de diversas patologias, são capazes de neutralizar o excesso dos radicais livres e evitar reações químicas de oxidação no organismo, impedindo assim diversos danos à saúde e combatendo prejuízos ao nosso organismo como o envelhecimento precoce e o aparecimento de doenças como o câncer, por exemplo.

Conheça os principais ingredientes de sua composição

Composto por uma combinação poderosa de substâncias termogênicas, com propriedades antioxidantes, a formula 100% natural desse suplemento é um grande aliado na hora de alcançar os resultados desejados durante os treinos. Quem adere ao consumo da Pimenta Fitoway no cardápio diário tem disposição dobrada para desempenhar as atividades do dia a dia e ainda energia de sobra para praticar exercícios depois do trabalho ou, até mesmo, da faculdade. Isso porque a combinação estratégica de seus nutrientes age de forma que o metabolismo trabalha constantemente, garantindo que mais energia durante todo o dia.
  • Pimenta: muito presente na culinária brasileira, a pimenta não é poderosa somente no sabor, mas também no efeito termogênico. Não é difícil perceber esse poder, logo ao ser consumida é possível sentir o ardor que ela provoca. Isso ocorre porque pimentas “potentes” como a pimenta vermelha, chilli e pimenta do reino acionam neurônios sensoriais responsáveis por “perceber” o calor extremo. Quando comemos pimenta, o corpo entende que está exposto à altas temperaturas ou fontes perigosas de calor. A partir daí ele responde aumentando a sudorese (suando mais), o batimento cardíaco e trabalhando para estabilizar a temperatura corporal. Todo esse processo acelera o metabolismo e queima mais calorias. Quando mais capsaicina e a piperina a pimenta tiver, maior será a sensação de “queimação” na boca. Porém, esse não é o único benefício do alimento: esses temperos também são capazes de diminuir coágulos sanguíneos, melhorar a mucosidade pulmonar, agir como descongestionante e expectorante, antioxidante, e até mesmo, bactericida;
  • Guaraná: além do seu sabor agradável, este fruto popular da região amazônica também é amplamente conhecido por suas propriedades terapêuticas. Mais potente que a  cafeína (cerca de 7 vezes mais), o guaraná é rico em guararine, uma substância capaz de estimular o sistema nervoso  central, afastando a fadiga e melhorando a resistência ao esforço físico. E o melhor: ao contrário da cafeína, esse principio ativo do guaraná é liberado de forma lenta no organismo, proporcionando energia constante para o corpo. Para quem deseja perder peso, o fruto é um grande aliado: ajuda na lipólise (queima da gordura) e no controle do apetite, suprimindo a fome. Sem contar os benefícios nutricionais: é rico em taninos, uma substancia protetora encontrada na maioria das plantas e que, no nosso organismo, atua como antioxidante. Além disso, é fonte das vitaminas A, E, Tiamina e Niacina, bem como minerais: Magnésio, Cálcio, Ferro, Fósforo e Potássio;
  • Canela: o popular tempero pode fazer milagres pela saúde e boa forma. Com propriedades anti-inflamatórias, carminativas (que reduzem os gases gastrointestinais) e anti-ulcéricas (que protegem o estômago), a canela é um ótimo alimento para quem enfrenta problemas de digestão. Além disso, é rica em antioxidantes, que combatem a ação dos radicais livres – agentes nocivos que aumentam a inflamação do organismo, inclusive do tecido adiposo. Não esquecendo, é claro, da sua principal vantagem para o emagrecimento: a ação termogênica. Por estimular o calor corporal, a ingestão de canela estimula a queima calórica e a diminuição dos depósitos de gordura;
  • Gengibre: outro condimento famoso por seus benefícios terapêuticos, o gengibre ajuda a controlar os níveis de colesterol, regular a circulação e diminuir inflamações nas articulações. Por possuir propriedades antiespasmódicas, é bem vindo na hora de aliviar os sintomas da menstruação. Porém, para também é benéfico para turbinar a detoxificação do organismo, ou seja, eliminar as impurezas e melhorar a queima da gordura, principalmente por ter efeito termogênico, aumentando a sudorese e o metabolismo.

Porque recorrer ao suplemento

As capsulas de Pimenta Fitoway são a melhor alternativa para aqueles que não apreciam o sabor da pimenta, gengibre e canela ou ainda para aquelas pessoas que não podem consumir essas substâncias no dia a dia devido a problemas gastrointestinais como sensibilidade. A forma in natura desses alimentos, muitas vezes, pode agravar esses problemas e aumentar a irritação estomacal. Além disso, quem busca praticidade e não tem tempo suficiente para dedicar a longos preparos de chás e receitas que agreguem as pimentas, com certeza irá preferir o uso do suplemento, que otimiza o tempo e garante todos os benefícios de maneira mais eficaz, já que possui a concentração das substâncias puras.

Qual a melhor forma de consumo

Aliando o uso do suplemento de Pimenta Fitoway a um cardápio saudável e atividades físicas regulares, você pode promover a aceleração do metabolismo e favorecer a queima do tecido gorduroso, reduzindo as medidas corporais e facilitando o ganho de massa magra, mas, para atingir esse efeito é preciso que o suplemento seja consumido corretamente. É recomendada a ingestão de uma a duas cápsulas de Pimenta Fitoway por duas vezes ao dia, preferencialmente de manhã e à tarde. Se tomada à noite, a cápsula pode provocar insônia, devido ao metabolismo acelerado. É importante lembrar que todos devem consultar o médico ou nutricionista antes de iniciar a suplementação, em especial nutrizes, crianças, gestantes, idosos e portadores de qualquer doença crônica.

Para quem é indicado?

O suplemento é uma alternativa natural para auxiliar no aumento do metabolismo, mantendo-o constantemente acelerado para quem potencializar a queima de gorduras e os resultados do treino, obtendo mais qualidade de vida e um corpo saudável. Para saber o preço da Pimenta Fitoway e onde encontrar um produto com qualidade certificada pelos órgãos de saúde responsáveis, é só acessar o site da Nature Center, lá é possível conhecer mais sobre este e outros suplementos que agem de maneira natural sem prejudicar o organismo.

Goji Berry – Saiba os benefícios dessa super fruta

A Goji Berry é uma fruta avermelhada de aspecto enrugado que tem chamado atenção do mundo inteiro devido aos seu benefícios. A Goji Berry é originada da Ásia e se tornou febre em outros continentes como na Europa e América do Norte e recentemente chegou ao Brasil, mostrando ser altamente eficaz na perda de peso. A Goji Berry tem se mostrado altamente eficiente em promover o aumento da lipólise (quebra das células de gorduras) o que tem contribuído e muito para pessoas com problemas de obesidade e excesso de gordura localizada a terem um corpo saudável e em forma, livre daqueles quilinhos a mais. Uma das razões para esse aumento na queima de gorduras causada pela Goji Berry é devido ao seu alto valor nutricional, sendo rica em aminoácidos, minerais, ácidos graxos essências e principalmente Vitamina C. Ela também é rica em antioxidantes, os quais combatem os radicais livres sendo assim grande aliados contra o envelhecimento precoce da pele, mantendo-a com aspecto firme e jovial por mais tempo. Agora, uma pergunta que muitos fazem é como a Goji Berry promove o emagrecimento? Ela é altamente rica em Vitamina C, para ter um exemplo 100g de Goji Berry contém 2.500mg de Vitamina C, enquanto uma laranja possui somente 50mg, ou seja 50 vezes mais! Foi comprovado por estudos que a Vitamina C no organismo contribui para o aumento da queima de gorduras acumuladas, ou seja, mais Vitamina C favorece a maior queima de gordura como fonte energética, contribuindo consequentemente para o emagrecimento. Além desses benefícios, a Goji Berry possui proteínas e oligoelementos que melhoram nosso sistema imunológico também favorecem um maior equilíbrio na produção de hormônios. Assim, com um perfeito estado hormonal nosso organismo trabalha de forma otimizada e o metabolismo é acelerado. Atualmente a Goji Berry é disponibilizada de várias formas comerciais para melhor adequar as suas necessidades, como por exemplo: em cápsula, fruta seca ou em pó solúvel, ambas possuindo as mesmas vantagens e benefícios descritos. Alguma dúvida? Deixe sua mensagem abaixo, será um prazer lhe ajudar.

Conheça algumas dicas para reduzir a gordura corporal

Muitas pessoas hoje desejam reduzir a gordura corporal porém tem dificuldades para conseguir tal objetivo! Confira algumas dicas para ajudar na redução do peso: Siga uma dieta balanceada: A dieta é fundamental para um processo de emagrecimento, mas isso não significa fechar a boca ou viver com fome. Uma melhor definição seria uma reeducação alimentar ou uma alimentação balanceada, isso significa a inclusão de alimentos de todos os tipos mas com equilíbrio, sem haver exageros. Estes são os maiores vilões para o fracasso no emagrecimento, o excesso de alimentos leva o organismo a converter em gordura (reserva energética). Opte por alimentos termogênicos: Estes contribuem para acelerar o metabolismo do nosso corpo, contribuindo para uma maior queima calórica. Assim, nosso organismo irá ter um maior gasto calórico, utilizando gordura, para obtenção de energia. Alguns exemplos de termogênicos: café, pimenta, chá verde, óleo de coco, óleo de cártamo, dentre outros. Pratique uma atividade física: A associação de atividade física com a dieta para perca de peso é a combinação perfeita para o sucesso. Ela contribuirá na maior queima calórica diária, além de promover uma sensação de bem estar e disposição, dando aquele “up” para conseguir o objetivo traçado. Coma de 3 em 3 horas: Muitas pessoa falam sobre essa recomendação, mas porque ela é tão essencial? Pular alguma refeição ou ficar por um tempo prolongado sem comer, contribui para o acúmulo de gordura, uma vez que nosso organismo entende que é necessário estocar uma fonte de reserva energética (gordura) que será usada durante o jejum prolongado. Abuse de alimentos ricos em fibras: As fibras auxiliam e muito no emagrecimento. Elas contribuem na diminuição de absorção das gorduras provenientes de nossa alimentação e promovem a saciedade. Um bom prato de salada, frutas e cereais são fontes riquíssimas em fibras. Mas lembre-se beba muita água. Elimine as toxinas: As toxinas presentes em nosso organismo, podem interferir no processo de emagrecimento. Incluir alimentos (couve, agrião, rúcula, dentre outros) ou suplementos com ação detox, podem ser aquele passo que faltava para emagrecer. Lembrando que na maioria das vezes a opção pelo emagrecimento, basicamente está diretamente relacionado a estética, ou seja, obter um corpo sarado. Por trás disso tudo, devemos lembrar que há vários benefícios são obtidos como: diminuição do risco de doenças cardiovasculares (controle do colesterol), maior saúde para as articulações, controle da pressão, dentre outros. Alguma dúvida? Deixe sua mensagem abaixo, será um prazer lhe ajudar.

Inscreva-se para receber novidades e ofertas exclusivas

SAC / Televendas: (31) 3063-8989
E-Mail: sac@naturecenter.com.br
Rua Juruá, Bairro da Graça, Belo Horizonte/MG - CEP 31140-020
© 2010 – 2020 – Nature Center - Todos Os Direitos Reservados

Ao finalizar seu pedido, você concorda com as nossas condições de uso. Verifique a nossa Política de Privacidade, Cookies e Anúncios Baseados em Interesse.