Tag: vitaminas e mineiras

Cardápio é a solução para cabelos fracos e com queda

O uso continuo de químicas, como escova progressiva, relaxamento e tinturas ou procedimentos que exigem secador e chapinha, podem danificar o cabelo e comprometer a saúde dos folículos capilares, causando quebras, enfraquecimento e, até mesmo, a queda dos fios. Mas, além desses, outros fatores também podem influenciar no aspecto dos cabelos, como períodos de estresse, alterações hormonais e dietas restritivas. Para driblar essa situação não basta recorrer apenas ao salão de beleza, pois o problema pode ser de dentro para fora, causado por alguma deficiência nutricional.Os cuidados que promovem o crescimento e garantem força e brilho aos cabelos vão muito além dos cosméticos tradicionais vendidos em perfumarias. É claro que eles ajudam, mas a base para evitar cabelos fragilizados está na dieta. Certos alimentos fornecem os nutrientes necessários para a preservação capilar. Alguns podem ser aplicados diretamente nos cabelos, mas a maioria deve ser consumida regularmente para assegurar os melhores resultados.

Beleza começa na mesa

Como diz o ditado: os cabelos são a moldura do rosto e essa é uma das premissas de muitas pessoas. Os fios – ou a falta deles – afetam a autoestima de homens e mulheres, mas não basta investir em um bom shampoo e condicionador para mantê-los bonitos, pois, assim como o restante do corpo, eles também precisam de diversos nutrientes para serem fortes e saudáveis, e esses só podem ser adquiridos através de um cardápio balanceado, que contenha vitaminas, minerais e proteínas adequados. Se você costuma lavar, hidratar e cortar o cabelo de forma regular, mas mesmo assim ele apresenta um aspecto fragilizado, com danos e quebras, é hora de prestar atenção à dieta.A alimentação reflete diretamente no corpo, tanto de maneira positiva quanto negativa, tudo depende do que compõe nosso prato, por isso, manter uma dieta equilibrada é essencial, não apenas para a saúde interna do organismo, como também para a boa aparência física. As necessidades nutricionais da pele, unhas e cabelos são supridas através das propriedades dos alimentos, e, se isso não acontece, surgem as deficiências. É aí que os sinais começam a ser visíveis, como quebra de unhas e fios, ressecamento, dificuldade de crescimento, entre outros. Para prevenir e combater esses distúrbios estéticos, que além de prejudicar a saúde ainda diminuem a autoestima, é necessário mudar os hábitos alimentares e investir em um cardápio estratégico.

Nutrientes que fazem toda a diferença

De acordo com o nutricionista Willian Reis, uma alimentação balanceada é fundamental para suprir a demanda de nutrientes que o organismo necessita para funcionar bem e garantir a eliminação de toxinas prejudiciais: “Especialmente quando falamos da saúde dos cabelos, pois determinados ingredientes fornecem a matéria prima para construção dos fios. E vale ressaltar ainda que é necessário adotar uma dieta equilibrada, que contemple vários grupos nutricionais, afinal nenhum alimento isolado é capaz de fornecer sozinho tudo o que o corpo precisa”. O profissional da Nature Center explica que para que a síntese do alimentos resulte em benefícios direcionados ao cabelo, é importante que o organismo disponha da combinação certa:

Vitaminas do Complexo B

Essas vitaminas estão entre as mais importantes para manutenção da saúde em geral. Consideradas essenciais porque o organismo não é capaz de produzi-las, portanto, seu aporte precisa ser feito por meio da alimentação. Elas são responsáveis por regular o metabolismo celular e estão relacionadas diretamente ao fortalecimento dos folículos capilares, por isso, a sua deficiência desses nutrientes no organismo está relacionada à queda de cabelo. De acordo com o nutricionista quando se trata de saúde capilar podemos destacar a B5, conhecida também como Pantenol, que atua na saúde do couro cabeludo, e a B7 ou Biotina, que é fundamental para a produção de queratina, um dos principais elementos que compõe os fios. Essas vitaminas estão presentes em alimentos como: abacate, banana, batata, cereais integrais, fígado, peixes, brócolis leite e ovos;

Vitamina C

Conhecida também como ácido ascórbico, além de fazer parte do grupo de nutrientes necessários para o bom funcionamento do organismo, ainda é altamente benéfica à saúde das madeixas. Isso porque suas propriedades antioxidantes protegem o cabelo das agressões diárias, como poluição, fumaça de cigarro, cloro e radiação solar, que induzem o organismo a produzir mais radicais livres – moléculas que oxidam e danificam a estrutura células, prejudicando a fibra capilar. Além disso a vitamina também diminui o pH das madeixas e faz com que as cutículas se fechem, conferindo brilho e evitando os temidos frizz.De acordo com Reis isso também faz com que os cabelos fiquem mais resistentes à processos químicos, podendo receber colorações e alisamentos e segurando o efeito desses procedimentos por mais tempo, já que o nutriente combate o desgaste da fibra capilar. O ácido ainda previne descamação e caspa e remove os resíduos de shampoo que ficam nos fios. O nutriente pe encontrado em boa quantidade em frutas como laranja, limão, morango, maracujá e abacaxi, verduras em geral, salsa, tomate, entre outras.

Vitamina A

Essa vitamina exerce diversas funções no organismo, e dentre elas está a manutenção da saúde da pele e cabelos. Conhecida também como Retinol, ela é responsável pela produção de tecidos e está diretamente relacionada ao crescimento dos fios. Ela também regula a produção sebácea, que influencia na oleosidade do cabelo e também na sua elasticidade. “A vitamina é capaz de restaurar a hidratação do cabelo, formando um revestimento protetor nas camadas dos fios que retém a umidade. Sua ação antioxidante também combate o envelhecimento precoce dos fios e promove um aspecto mais saudável, macio e brilhoso. Quando o organismo não possui a quantidade suficiente dessa vitamina o cabelo começa a ficar fraco e quebradiço, o que pode retardar seu crescimento” – explica o nutricionista.A vitamina A pode ser encontrada em alimentos de origem vegetal como acelga, espinafre, brócolis, ou frutas como o abacate, caju, mamão e melão e também em legumes de coloração alaranjada como a abóbora e a cenoura, ou alimentos de origem animal como leite integral e fígado.

Sais Minerais

Segundo o especialista, entre os minerais que que trabalham para a manutenção da fibra capilar podemos destacar o zinco, o cálcio e o magnésio. O primeiro participa da síntese de proteínas e estimula a multiplicação das células contribuindo para o crescimento e fortalecimento dos cabelos. Além, o mineral também é capaz de reduzir a oleosidade do couro cabeludo. Entre as principais fontes estão todos os tipos de carne, arroz, nozes e castanhas, sementes de abobora, aveia e feijão. O cálcio, ao contrário do que o senso comum acredita, não fortalece apenas os ossos, a baixa quantidade do mineral no organismo faz com que o cabelo fique frágil e quebradiço. Além do leite, boas fontes de cálcio são o tofu, brócolis aveia, sardinha e salmão. Já o magnésio é essencial para formação de proteínas que formam os fios. Ele pode ser encontrado em frutas como carambola, melão, abacaxi, nozes e frutos do mar.

Hidratação

Boa parte das pessoas, especialmente mulheres, sabem que a desidratação é uma das maiores inimigas dos fios, por isso, seja no lar ou no salão, elas sempre investem em produtos com agentes hidratantes, no entanto, a maioria se esquece de que a ingestão de líquidos é indispensável e primordial nesse processo. Além disso, boa parte das vitaminas são classificadas como hidrossolúveis – ou seja, necessitam de água para que o corpo seja capaz de absorvê-las, portanto, caprichar no consumo de água, chás e outros líquidos é fundamental para que essas vitaminas sejam digeridas pelo organismo e cheguem à corrente sanguínea.

Pílulas da beleza

Adotar uma alimentação balanceada, com ingredientes saudáveis e naturais nem sempre é fácil e a maior desculpa para o descompasso alimentar é a falta de tempo. Por muitas vezes um cardápio equilibrado demanda certos esforços que não se encaixam na correria do dia a dia e por isso a dieta acaba sendo negligenciada. Para preencher essa lacuna, umas das maiores apostas da indústria cosmética atualmente são os complexos vitamínicos e pílulas: os nutricosméticos, que prometem melhorar aspectos estéticos através da suplementação de nutrientes, entre outros benefícios.

Como essas capsulas melhoram a aparência

Segundo Reis estes produtos visam suprir carências nutricionais que impactam diretamente na aparência física, como queda ou quebra dos fios, ressecamento ou dificuldades de crescimento, que podem ser decorrentes de uma dieta pobre em vitaminas e outros nutrientes. “Esses produtos trazem a proposta de repor vitaminas e sais minerais em uma única capsula, eles são indicados quando o paciente não consegue suprir todos os nutrientes essenciais através da alimentação, o que gera uma carência nutricional e resulta em uma série de problemas. Alguns medicamentos também podem prejudicar a absorção das vitaminas e minerais e desencadear deficiências, além do alto consumo de alimentos industrializados que já perderam quase todos os nutrientes ou os maus hábitos como fumo e situações de estresse frequentes”.O nutricionista explica que se a causa da fragilidade dos fios for uma consequência da carência nutricional, os tratamentos com cosméticos se tornam ineficazes “Nesses casos optar por uma alimentação adequada regular alinhada à suplementação de nutrientes com nutricosméticos é uma boa opção, pois eles conseguem agir e tratar as causas do problema, regulando as funções comprometidas pela falta de vitaminas”. Eles podem ser grandes aliados não só da beleza, mas da saúde de todo o corpo, gerando resultados mais rápidos que os produtos convencionais e mais duradouros por auxiliar na nutrição do organismo. Mas vale lembrar que, apesar da ingestão de vitaminas ser altamente benéfica, o uso de suplementos deve ser acompanhado por um profissional de saúde, capaz de avaliar sua dieta e identificar quais nutrientes devem ser supridos, especialmente para gestantes, crianças e idosos.Fonte: Nature Center

Da cor do verão: aposte no cardápio saudável para conseguir o bronzeado perfeito

Dieta balanceada ajuda a manter a pele dourada por mais tempo

Verão, calor, praia: muitos amam essa combinação e a aproveitam para conquistar uma das marcas mais emblemáticas da estação: a pele bronzeada. A famosa marquinha de biquíni é, sem dúvidas, um dos símbolos mais apreciados e desejados pela mulherada. Com o sol nas alturas, muitos desfrutam dos raios intensos para dourar a pele rapidamente e desfilar a cor do verão. Contudo, é preciso muito cuidado: a exposição excessiva ao sol, mesmo que durante um único dia, pode danificar a pele e ainda causar danos a saúde. Para garantir um visual bonito e uma cor duradoura de maneira segura, o mais eficiente é apostar na alimentação funcional: com os alimentos certos é possível estimular o bronzeado e evitar a descamação da pele.

Bronzeado saudável

Você sabia que o bronzeado é praticamente uma reação de defesa da pele? Quando exposta à ação intensa dos raios ultravioletas, o tecido estimula a produção de melanina como forma de proteção. Em resposta à ação nociva dos raios UVA e UVB, essa substância migra para derme, a camada mais superficial da pele, causando seu escurecimento. A intensidade dessa resposta varia de pessoa para pessoa, pois depende de fatores como tempo e horário de exposição ao sol, época do ano e, sobretudo, aspectos genéticos. Porém, é evidente que por ser um processo de proteção natural da pele, abusar desse “mecanismo” pode causar danos à saúde.

A pressa é inimiga da perfeição e da pele

Quem nunca aproveitou aquele passeio à praia ou um dia de piscina para ficar horas “torrando” no sol? Quem já passou por essa experiência sabe que o resultado pode bem desagradável: vermelhidão, ardor, descamação da pele e, em casos mais extremos, bolhas; além do nada desejado bronzeado “estilo pimentão“. Para evitar esses incômodos é importante saber que, quando se trata de bronzeado, a pressa é inimiga da perfeição. Para alcançar um bronzeado saudável, bonito e duradouro o melhor é apostar na exposição moderada e gradativa ao sol, dessa forma, as camadas mais profundas da pele não são agredidas e ainda estimula-se a produção equilibrada de melanina. Porém, nem todos dispõem de tempo para tal, e acabam exagerando nos dias mais ensolarados. A boa notícia é que é possível estimular a liberação de melanina através da dieta: certos alimentos beneficiam a produção da substância e melhoram o aspecto da pele, ajudando a conseguir uma cor mais bonita mesmo sem a exposição prolongada ao sol.

Alimentos bronzeadores

Ricos em nutrientes e capazes de estimular a produção de melanina, alguns alimentos são grandes aliados na hora de conquistar e manter a cor do verão. Para turbinar o processo, a nutricionista Sinara Menezes aponta o que não pode faltar no cardápio pró-bronzeado “Além da clássica cenoura, alimentos como a beterraba, a laranja e o mamão devem compor a dieta, pois são ricos em betacaroteno – um pigmento que aumenta a elasticidade e vigor da pele, além de atuar como protetor contra os raios ultravioletas.” Contudo, nem só de suco de cenoura se faz um belo bronzeado, outros nutrientes são importantes para evitar a descamação e ajudar a “fixar” a cor por mais tempo “É importante consumir alimentos ricos em vitaminas C e E como a abóbora, acerola e oleaginosas, pois, quando combinados com o betacaroteno, potencializam a proteção às células, diminuindo a ação dos radicais livres.” – complementa a nutricionista.Compre Aqui Suplemento ricos em Vitaminas e Minerais

Cardápio pró-bronzeado

  • Ricos em betacaroteno: cenoura, manga, batata-doce, beterraba e damascos secos são boas fontes desse precursor da vitamina A. “Esses itens são essenciais na dieta bronzeadora, pois auxiliam na produção de melanina, substância que pigmenta a pele”;
  • Vitaminados: vegetais folhosos e de coloração verde escura são, em geral, ricos em três vitaminas benéficas ao bronzeado: A, C e E. “Inclua no cardápio alimentos como a couve, o brócolis e o espinafre; frutas cítricas e oleaginosas como amêndoas e castanhas. Esses alimentos são ricos em nutrientes essenciais à pele e possuem poder antioxidante.”;
  • Hidratação: Manter o corpo hidratado é fundamental para evitar as temidas “casquinhas”. “Uma boa opção é incluir um suco bronzeador no café da manhã, preferencialmente nos dias que antecederem a exposição ao sol. Pode-se misturar dois ou mais ingredientes, fazendo variações como a água de coco, cenoura e laranja; beterraba, cenoura e acerola, etc.” Também é importante manter-se hidratado durante o banho de sol e depois da exposição solar, “dessa forma a pele pode segurar a cor por mais tempo. Portanto, beba muita água.”
De acordo com Sinara, uma dieta rica nesses alimentos não confere apenas um bronzeado duradouro como também previne a vermelhidão e as manchas na pele. Porém, se você pensa que basta tomar um suco bronzeador e correr para canga, chapéu, óculos de sol, mude seu conceito. A preparação para um bom bronzeado deve começar muito antes da exposição de fato. Conforme explica a profissional da Nature Center “Para conseguir bons resultados através da dieta bronzeadora é preciso incluir esses alimentos no cardápio por, pelo menos, duas semanas antes do dia de exposição ao sol e seguir consumindo-os com frequência após o bronzeado”.

Cuidados que nunca saem de moda

É preciso lembrar que alguns cuidados são primordiais na hora de tomar sol: mesmo que seu intuito seja pegar uma bela cor, o protetor solar é indispensável, inclusive nos dias de “mormaço”. Quem acredita que dispensá-lo garante um bronzeado mais rápido corre o risco de enfrentar os incômodos causados pela exposição excessiva, além dos possíveis danos à saúde. Para saber qual o protetor solar adequado para seu tipo de pele é importante consultar um dermatologista. Entretanto, apostar na dieta bronzeadora é uma ótima opção para conseguir um visual bonito e ainda fortalecer a pele: aliá-la ao banho de sol moderado, nos horários adequados, beneficia a liberação gradativa de melanina, conferindo uma cor duradora e uma pele mais saudável.  Atente para essas dicas e saiba como garantir um bronzeado impecável com toda a segurança:
  • Evite o sol do meio dia: O horário mais adequado para se expor aos raios é pela manhã antes das 10h ou no final da tarde, após as 16h. No verão, a incidência de raios ultravioletas entre as 10h e 16h é bastante elevada, portanto, deve-se evitar tomar sol neste período.
  • Protetor x Bronzeador: Ao contrário do que muitos imaginam o bronzeador não substitui o protetor solar, pois não protege contra os raios ultravioletas. O produto tem a finalidade de potencializar o bronze através da oxidação da pele, e não bloquear os raios UVA e UVB. Esse efeito bronzeador, inclusive, não se dá pela estimulação da melanina e pode conferir um aspecto artificial na pele de algumas pessoas. Logo, mesmo que faça uso do bronzeador, o protetor solar é indispensável.
  • Coma alimentos de coloração vermelho-alaranjada: invista na dieta bronzeadora consumindo alimentos ricos em betacaroteno, vitaminas A, C e E pelo menos 15 dias antes da exposição ao sol. Com o corpo bem nutrido, a pele mantém seu aspecto saudável e preserva o dourado por mais tempo.
  • Hidrate-se bem: Beba muito líquido, inclua sucos nutritivos na dieta antes da exposição ao sol e mantenha-se bem hidratado após o bronzeado. Durante o banho de sol é fundamental beber muita água, dessa forma, você se previne contra possíveis descamações da pele. Se você gosta de tomar uma cervejinha enquanto aproveita o sol, redobre a atenção com a água, pois a bebida alcoólica é diurética e aumenta o risco de desidratação.
  • Cuide da pele: dê preferencia a banhos frios ou levemente mornos após o bronzeado. Banhos quentes aumentam o ressecamento da pele e podem provocar casquinhas. Sempre tome uma ducha após o banho de mar para remover a salinidade da pele e aplique loções e cremes para mantê-la hidratada.
  • Tome sol no dia a dia: bronzeado bonito não se consegue apenas na praia. Se você puder, tome pelo menos 1 hora de sol por dia dentro dos horários considerados seguros e sempre faça uso do protetor. Sua pele produzirá melanina de forma gradual e estará mais preparada, conferindo um bronzeado mais duradouro, sobretudo com o apoio de uma dieta saudável. Além disso, a exposição moderada ao sol estimula a produção de vitamina D, essencial para o bom humor.

Quando e porque usar os Multivitamínicos

Todos nós sabemos da necessidade de manter nosso organismo em dia com as vitaminas e minerais. Mas será que sabemos exatamente o porquê? A maioria das pessoas sabe muito bem que uma alimentação equilibrada é a chave para manter o corpo bem nutrido, mas não tem tempo para programar essa alimentação ou são seduzidas por meios rápidos e fáceis de refeição, que, na maioria das vezes, não são os mais saudáveis. Não só para aqueles que buscam um complemento alimentarem, os multivitamínicos também são de bom uso para pessoas que estão sempre se exercitando, pois seu corpo exige mais nutrientes. Também são recomendados para pessoas com baixa imunidade, que enfrentam alguma doença ou passam por situações de stress elevado.

O que são?

Os multivitamínicos são cápsulas que proporcionam equilíbrio de vitaminas no organismo, podem conter vitaminas e minerais, e cada um tem a sua quantidade e descriminação específica. Alguns dos principais encontrados são:
  • Vitamina C – ajuda na resistência e combate radicais livres
  • Vitaminas do Complexo B – mantém equilíbrio mental, melhoram a saúde emocional, a absorção e digestão de alimentos e a eficácia de uma dieta balanceada.
  • Cálcio – previne a osteoporose e fortalece os ossos.
  • Ácido fólico – combate anemia, preveni doenças cardíacas e fortalece unhas e cabelo.
  • Zinco – ajuda no metabolismo e a melhorar o sistema imunológico, prevenindo assim algumas doenças.
O suplemento pode possuir outras funções e fornecer outros componentes, um exemplo, é o Selênio que tem função detox, e combinado com o multivitamínico, forma um poderoso complemento.

Benefícios

Que as vitaminas são necessárias e combatem doenças é de conhecimento geral. Mas qual o impacto direto do equilíbrio delas em sua vida? Aqui procuramos mostrar o quanto, na prática, o equilíbrio de nutrientes pode lhe ser útil:
  • Menos stress, mais energia e clareza mental – Nosso corpo passa por muito stress todos os dias o dia todo. No trabalho precisamos cumprir prazos, muitas vezes temos discussões intermináveis, entre outras situações. Já pensou que isso pode ser influenciado por alguma deficiência em vitaminas que impede seu bem estar? Com mais energia e mais clareza mental esses problemas serão amenizados.
  • Mais saúde e qualidade de vida – Não adianta também uma vida equilibrada emocionalmente, se você não tem saúde. Uma imunidade baixa afeta a sua rotina, sua produtividade e, claro, seu humor. Isso pode ser resolvido se você observar se as causas não são deficiências em vitaminas importantes para o seu organismo.
Mas lembre-se, o uso com acompanhamento médico é importante e recomendado para verificar o equilíbrio dos nutrientes no nosso corpo e utilizar desses medicamentos de forma saudável.

Quer complementar a sua alimentação com suplementos multivitamínicos? Confira alguns tipos no site da Nature Center

O que é e quais as funções do Whey Protein?

Whey Protein é uma proteína encontrada no soro do leite, este é retirado durante a fabricação de queijos. Esse soro por ser riquíssimo em proteínas de alto valor biológico (proteínas de qualidade), passou a ser a matéria básica para a produção dos whey protein.São encontrados 3 tipos de Whey Protein no mercado:
  • Whey Protein Concentrado: Neste tipo de fabricação não é removido os carboidratos e as gorduras presentes no soro do leite.
  • Whey Protein Isolado: Neste tipo de fabricação é removido carboidratos e gorduras, tonando-se uma proteína pura.
  • Whey Protein Hidrolisado: Neste tipo de fabricação, ocorre a quebra das proteínas do whey para facilitar a sua absorção no organismo.
Quais são os vantagens/benefícios do Whey Protein?O mais importante benefíwhey-protein-saiba-maiscio é ajudar no ganho de massa mscular. Mas existem outras vantagens! Esse suplemento ajuda na recuperação muscular e na reposição de nutrientes mais acelerada dos músculos, ou seja o Whey Protein é indicado para quem quer ganhar massa muscular é um excelente suplemento!Outra grande vantagem é que esse suplemento não engorda, ao contrário de que muitos pensam! Ainda ficou alguma dúvida sobre Whey Protein? Deixe sua mensagem, será um prazer atendê-lo!

Inscreva-se para receber novidades e ofertas exclusivas

SAC / Televendas: (31) 3063-8989
E-Mail: sac@naturecenter.com.br
Rua Juruá, Bairro da Graça, Belo Horizonte/MG - CEP 31140-020
© 2010 – 2020 – Nature Center - Todos Os Direitos Reservados