Tag: Para que serve o Ômega 3?

O que é Ômega 3 e como encontrar

Você sabe o que é Ômega 3 e onde encontrá-lo? Os ácidos graxos são constituintes importantes no organismo humano, por isso são amplamente estudados há mais de um século. Essas moléculas estão dentro do grupo dos lipídios e tem como um dos grupos mais importantes o grupo dos ômegas.
Ômega 3: o que é e onde encontrar! Fonte: freepik.
Ômega 3: o que é e onde encontrar! Fonte: freepik.
Os lipídios desse tipo podem servir para armazenar energia, porém eles carregam também uma gama de funções indispensáveis. Um dos mais conhecidos, também chamado de ácido alfa linolênico, é o Ômega 3. Essa “gordura do bem” apesar de ser muito falada, tem poderes que muitos não conhecem. Neste texto você saberá o que é Ômega 3, um dos mais importantes ácidos graxos, e onde você pode encontrar essa substância.

O que é Ômega 3

Ômega é um grupo de ácidos graxos essenciais ao organismo humano. Ácidos graxos são substâncias que se encontram em estado sólido quando em condições ambientes. Essas substâncias se encaixam no grupo dos lipídios.
Suplementação de Ômega 3. Fonte: Freepik.
Suplementação de Ômega 3. Fonte: Freepik.
Ele traz inúmeros benefícios para o corpo humano, por isso é de grande importância manter uma ingestão frequente dessa gordura saudável, seja por meio do alimento ou da suplementação.

O grupo Ômega

Os ácidos graxos do grupo Ômega se diferenciam de acordo com a estrutura química, ou seja, a partir do arranjo dos elementos químicos que compõe cada um deles. A partir disso surgem as nomenclaturas dos ômegas:
  • Ômega-3 ou Ácido alfa linolênico;
  • Ômega-6 ou Ácido linoleico;
  • Ômega-7 ou Ácido palmitoleico;
  • Ômega-9 ou Ácido oleico.
O grupo dos ômegas são ácidos graxos essenciais porque eles não podem ser produzidos naturalmente pelo organismo, ou seja, precisam ser repostos a partir da alimentação e por vezes a partir da suplementação. Além disso, esses ácidos graxos são gorduras insaturadas, ou seja, elas têm o poder de atuar positivamente no corpo, e eleva o colesterol “bom”. Por esse motivo, esse grupo é chamado de “gorduras boas”.

Gorduras do tipo Ômega 3

Na verdade, não existe só um tipo de gordura classificada como Ômega 3. Existem vários tipos de gorduras desse tipo, as mais citadas são: ácido alfa-linolênico (ALA), ácido eicosapentaenoico (EPA) e ácido docosahexaenoico (DHA). Por isso muitas vezes a gente esbarra com produtos rejuvenescedores que carregam nas embalagens informações como: rico em EPA, DHA ou ALA. Essas informações muitas vezes são lidas e não são associadas essas abreviações a esse tipo de gordura, mas agora você já sabe. Listamos alguns benefícios mais ligados a cada tipo de gordura acima ditas:
  • EPA: produção de eicosanóides, moléculas que regulam muitos processos físicos, como pressão arterial, contração uterina e contração muscular. Ajudam a reduzir inflamações no organismo;
  • DHA: Indispensável para o funcionamento do cérebro e representa pelo menos 7% do peso desse órgão. Muito útil em casos de depressão, Alzheimer e problemas como déficit de atenção;
  • ALA: Este último, a depender de como é processado, pode ser convertido nos dois anteriores. Sua principal função é armazenar e ser processado para produção de energia.
Cada ômega do tipo 3 pode ser encontrado em maiores ou menores quantidades em alimentos. É importante salientar que alimentos ricos nos três tipos devem ser inseridos com regularidade na dieta.

Para que serve o Ômega 3?

O ácido graxo funciona de diferentes formas e proporciona diferentes benefícios no organismo humano. Nós próximos tópicos serão listados alguns benefícios ligados diretamente ao consumo de ômega 3.

Tratamento de cânceres

Uma dieta rica em alimentos com esse composto é frequentemente recomendada a quem foi diagnosticado com esse problema, pois ela atua diretamente no momento da carcinogênese. A carcinogênese é o processo de formação do tumor. O ácido graxo age na forma de melhorar a resposta do sistema imunológico durante o processo de reprodução acelerada de células e também ajuda a prevenir casos de metástase.

Prevenção de doenças cardiovasculares

O ácido graxo atua na prevenção de fibrilação ventricular, um termo usado quando o ritmo cardíaco acelera a ponto de gerar risco de vida ao paciente. Além disso, como falado anteriormente, ele faz parte do grupo das “gorduras boas”, e tem potencial de reduzir as taxas de triglicérides plasmáticos, previne casos de morte súbita, reduz a quantidade de colesterol captado pelo fígado e tem propriedades antiarrítmicas.

Prevenção de Alzheimer

Essa gordura tem uma função importantes no sistema nervoso e sobre o cérebro, pois protege as membranas cerebrais contra lesões ocasionadas pela oxidação e pelo envelhecimento. A atuação ocorre na prevenção do problema e na presença de sintomas, de forma a amenizá-los.

Tratamento de esquizofrenia

Várias pesquisas relacionadas a esse problema relataram que os pacientes com esquizofrenia apresentavam nos exames clínicos taxas muito baixas de ômega 3. Vários testes já realizados relataram melhoria dos sintomas diante do maior consumo desse ácido graxo. As melhorias mais registradas foram em função do efeito benéfico que o composto tem sobre o cérebro de forma que reduz até o surgimento de doenças psicóticas. Outros benefícios do consumo de Ômega do tipo 3:
  • Regulação da atividade das plaquetas sanguíneas que previne AVC e infarto;
  • Regulação da pressão arterial e prevenção de doenças como a aterosclerose;
  • Diminuição do colesterol e aumento do colesterol “bom” (HDL);
  • Tratamento de diabetes a partir da redução da concentração de glicose.
Dito isso, não resta qualquer dúvida sobre a importância do ômega 3 para nosso corpo previne e ameniza os efeitos de várias enfermidades

Onde se encontra o Ômega 3?

O ácido graxo é considerado um composto funcional, ou seja: ele pode ser adquirido através da alimentação além de poder ser ingerido na forma de fármacos, a partir da suplementação. Naturalmente ele não pode ser produzido pelo organismo humano.
Alimentos ricos em Ômega 3. Fonte: Freepik.
Alimentos ricos em Ômega 3. Fonte: Freepik.
A quantidade que uma pessoa deve ingerir dessa gordura ainda não é um consenso entre os especialistas. Alguns indicam tomar no máximo 2 g por dia, outros g. A Organização Mundial da Saúde (OMS) indica o consumo de alimentos ricos nessa gordura pelo menos duas vezes por semana para garantir os benefícios advindos dessas.

Alimentos ricos em Ômega 3

Normalmente as pessoas associam como fonte principal dessa gordura apenas os peixes. Porém, ela pode ser consumida a partir de uma infinidade de alimentos, desde os de origem animal e vegetal. Aqui separamos uma lista de alimentos que possuem boas quantidades de ácido alfa-linolênico:
  • Sementes de abóbora, chia e cânhamo;
  • Azeite de oliva;
  • Nozes;
  • Óleo de soja;
  • Óleo de linhaça ou linhaça in natura;
  • Salmão;
  • Atum;
  • Bacalhau;
  • Grão de bico, feijão e ervilha.
É importante atentar a uma dieta que apresente esses alimentos, pois a falta dessa gordura no organismo pode causar alguns sintomas incômodos. Como dito anteriormente, o tipo alfa-linolênico (ALA) pode ser convertido em outros dois tipos de Ômega 3, por isso pode-se buscar alimentos ricos no tipo ALA. Entre esses sintomas, podemos destacar: dificuldade de atenção e sonolência, problemas de visão, lesões na pele. Em crianças, é muito comum a falta dessa gordura resultar em retardo do processo de crescimento e diarreias constantes.

Suplementação

A suplementação desse composto é predominantemente feita a partir da ingestão de cápsulas gelatinosas. Os ingredientes são: óleo de peixe bem concentrado, gelatina e umectante glicerina em menores quantidades. Uma porção de 2 g de Ômega 3 (equivalente a 2 cápsulas) contém 1,9 g de gorduras totais, dentre essas 0,7 g de gorduras monoinsaturadas, 0,6 g de gorduras saturadas e 0,6 g de gorduras poli-insaturadas. Existem efeitos colaterais da suplementação, mas muitos deles são passageiros. A maioria dos sintomas são odor de peixe (principalmente no hálito), sangramento gengival, aumento de peso corporal e dores no estômago. Informamos que mulheres em período gestacional e de amamentação, assim como crianças com menos de 3 anos devem tomar apenas com acompanhamento médico e a partir de uma análise detalhada da viabilidade.

Onde comprar

As cápsulas deste composto podem ser adquiridas no site da Nature Center . O site conta com muitas opções de quantidade e todas a preço muito justo. Os frascos contêm desde 30 até mais de 120 cápsulas para atender às suas necessidades. É sempre importante antes da ingestão de qualquer tipo de suplemento buscar orientação de um profissional de saúde habilitado a fim de garantir a máximo segurança à sua saúde.

Inscreva-se para receber novidades e ofertas exclusivas

SAC / Televendas: (31) 3063-8989
E-Mail: sac@naturecenter.com.br
Rua Juruá, Bairro da Graça, Belo Horizonte/MG - CEP 31140-020
© 2010 – 2020 – Nature Center - Todos Os Direitos Reservados

Ao finalizar seu pedido, você concorda com as nossas condições de uso. Verifique a nossa Política de Privacidade, Cookies e Anúncios Baseados em Interesse.