Tag: onde comprar ômega 3

Tudo Sobre Ômega 3, como tomar e onde comprar!

O Ômega 3 é responsável por desempenhar importantes funções no organismo humano, principalmente no funcionamento e desenvolvimento do cérebro e da retina. Ao falar desse tema, muitas pessoas associam ao logo ao consumo de peixes. A falta de conhecimento leva a disseminação de mitos e distorção os fatos.

Para acabar com as dúvidas frequentes. Aqui explicaremos o que é o ômega 3, a sua importância e benefícios para o organismo humano, onde encontrar, como consumir e quais as contraindicações.

O que é o Ômega 3?

Em parâmetros químicos, o ômega 3 é um ácido graxo que se liga a outras moléculas por meio do ácido carboxílico, principal grupo químico do ômega 3. Assim, é muito raro encontrar o elemento livre na natureza.

Os ácidos graxos estão presentes na maioria dos seres vivos e são essenciais à vida. Isso porque são responsáveis por funções importantes no organismo, principalmente quando relacionados aos processos metabólicos e as membranas celulares. Nos seres humanos, tem importante atuação, ainda, nas funções cerebrais e na transmissão de impulsos nervosos.

O que é o ômega 3? Fonte: Freepik.
O que é o ômega 3? Fonte: Freepik.

Com todas essas funções, é nítida a importância dele no organismo humano. No entanto, o elemento não é naturalmente sintetizado pelo organismo. Dessa forma, é necessário fazer ingestão diária do ácido. O que pode ocorrer por meio de uma alimentação balanceada e ingestão de suplementos.

Os ácidos graxos, componentes do ômega 3, tratam-se de lipídios anti-inflamatórios. Com isso, é fundamental para a síntese de elementos antioxidantes, o que causa a redução de inflamações. Não bastasse, os ácidos graxos contribuem com a absorção do oxigênio pelo plasma sanguíneo, síntese de hemoglobina e na divisão celular.

Contexto histórico

Até meados do século XX os ácidos graxos eram conhecidos como um mecanismo natural de armazenamento de energia. Acreditava-se que eles eram sintetizados pelo organismo a partir da ingestão de carboidratos e proteínas.

Apenas na década de 70 surgiram relatos sobre o ômega 3 e suas ações no metabolismo. Com aprofundamento em estudos, uma década mais tarde, os baixos níveis de dessa substância passaram a ser associados a alguns distúrbios, tais como, visuais e neurológicos.

Atualmente, sabe-se que ele tem múltiplas funções no organismo humano e contribui com o tratamento de diversas doenças. Além disso, com ação antioxidante, os ácidos graxos podem reduzir ou evitar inflamações. Mais adiante, explicaremos de forma mais detalhada os benefícios do ômega 3 a saúde.

Como tomar o Ômega 3?

O ômega 3 pode ser adquirido por meio de uma alimentação balanceada com alimentos ricos em ácidos graxos. No entanto, nem sempre apenas a alimentação é capaz de suprir as necessidades do organismo. Nessa situação, o uso de suplementos é fundamental.

Este se divide em três ácidos graxos. São estes, o ácido eicosapentaenoico – EPA, o ácido docosahexaenoico – DHA e o ácido alfa-linolênico – ALA. Os seus suplementos comumente são feitos à base de DHA e EPA.

Como tomar o ômega 3? Fonte: Freepik.
Como tomar o ômega 3? Fonte: Freepik.

Recomenda-se a ingestão de 2 cápsulas por dia antes das refeições principais, almoço e jantar. Em alguns casos podem ser recomendados três cápsulas diárias. Leia o rótulo e a bula e procure orientação médica.

As doses variam de acordo com a idade e as necessidades de cada indivíduo. Por isso, uma consulta prévia com nutricionista é essencial. Aos indivíduos saudáveis recomenda-se a ingestão de acordo com a idade, confira:

  • 0,5 g por dia até 1 ano de idade;
  • 40 mg por dia de 1 a 3 anos de idade;
  • 55 mg por dia de 4 a 8 anos de idade;
  • 70 mg por dia de 9 a 13 anos de idade;
  • 125 mg por dia de 14 a 18 anos de idade;
  • 160 mg por dia para adultos do sexo masculino;
  • 90 mg por dia para adultos do sexo feminino;
  • 115 mg por dia para gestante.

É importante ressaltar novamente, que esses valores podem variar para mais ou menos de acordo com as condições físicas de cada indivíduo. Por isso, não é recomendado em nenhuma hipótese que seja feito a ingestão de suplementos sem recomendação de um profissional devidamente habilitado.

Onde encontrar o Ômega 3?

Muitos alimentos são ricos em ômega 3 e recomendados para quem tem deficiência do óxido. Mas além de sua forma natural nos alimentos, ele ainda pode ser encontrado em cápsulas de suplementos.

Onde encontrar o ômega 3? Fonte: Freepik.
Onde encontrar o ômega 3? Fonte: Freepik.

É possível comprar o suplemento em farmácias, drogarias e lojas de produtos naturais. A Nature Center é um loja de produtos naturais que dispõem de diversos suplementos de ômega 3, com variados preços.

Seus suplementos são certificados e seguem as normas da ANVISA e da resolução RDC n° 27, de 06 de agosto de 2010. Que dispõe sobre as categorias de alimentos e embalagens isentos e com obrigatoriedade de registro sanitário.

Os preços variam de 27,00 a 250,00 reais. Com envio para todo o país a loja é acessível a todos. Em sua maioria, os suplementos são produzidos a partir do óleo de peixes. As calorias e quantidade de cápsulas são variáveis. Por isso, é sempre importante ler o rótulo antes de comprar.

Alimentos ricos em ômega 3

Popularmente, sabe-se que os peixes são ricos em ômega 3. Contudo, muitos outros alimentos da nossa cadeia alimentar dispõem do ácido. Confira na lista abaixo os principais alimentos fontes desse ácido graxo:

  • Óleos vegetais: canola, azeite;
  • Oleaginosas: nozes, castanhas, pistache, amêndoas;
  • Folhas verde escuro: brócolis, espinafre, couve;
  • Sementes: chia, linhaça;
  • Leguminosas: soja, ervilha, feijão, grão de bico;
  • Outros alimentos: ovos, leite, pães, manteiga.

É importante ressaltar que nem todo peixe, ao contrário do que se acredita, dispõem de consideráveis quantidades do ômega 3. Assim, os peixes que atendem as necessidades são:

  • Salmão;
  • Sardinha;
  • Atum;
  • Cavala;
  • Linguado;
  • Arenque.

Além disso, a pele do peixe é a principal fonte do ácido, portanto, não deve ser descartada.

Recomenda-se a ingestão de algum desses peixes ao menos duas vezes por semana. Isso porque, mesmo que tenha ômega 3, os demais alimentos não têm os óxidos em grandes quantidades, se comparado aos peixes.

Benefícios do Ômega 3

Os óxidos do ômega 3 tem inúmeras funções no organismo humano. Assim, é fundamental ao funcionamento adequado do corpo e dificulta o surgimento de diversas doenças.

Com propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias, o seu consumo diário reduz a possibilidade de ocorrência de infartos, previne o diabetes, alivia os sintomas da asma e esclerose múltipla, dentre outros.

Além disso, os ácidos graxos atuam diretamente na proteína C-reativa, quimiocinas e citocinas pró-inflamatória, o que contribui para o controle de inflamações. Por isso, o ômega três é utilizado no tratamento de algumas doenças.

Benefícios do ômega 3. Fonte: Freepik
Benefícios do ômega 3. Fonte: Freepik

Estudam mostram que o consumo do ômega 3 durante a gestação e lactação reduzem o risco de surgimento de doenças cognitivas e psicopatológicas na fase adulta. No entanto, o consumo deve ser sempre acompanhado e controlado por um profissional habilitado, para evitar qualquer anormalidade do seu uso negligente.

Aqui explicaremos mais alguns dos seus principais benefícios para a saúde do organismo humano.

Retardamento do envelhecimento

Como já dito, os suplementos de ômega 3 têm propriedade antioxidativa. Assim, o ômega 3 combate os radicais livres presentes no sangue e reduz o estresse oxidativo do organismo. O que resulta em um consequente retardamento do envelhecimento.

Esse processo também ocorre nos vasos do cérebro. São poucos os estudos acerca do assunto, mas pesquisadores acreditam que ele contribui com a memória e retardamento do envelhecimento do cérebro também.

Promove melhoramento do humor

Estudos comprovam que pessoas que tem uma dieta balanceada e rica em ômega 3, além de manter uma rotina física adequada, tem menor incidência a depressão e suicídio. Isso ocorre porque os óxidos do ômega 3 têm a capacidade de contribuir com a melhora do humor, e também combatem sintomas do Alzheimer.

Reduz o risco de surgimento de doenças cardiovasculares

Como já citado, o consumo de suplementos de ômega 3 reduz o risco de desenvolvimento de doenças cardiovasculares, tais como, acidente vascular cerebral – AVC, morte cardíaca, infarto do miocárdio e até mesmo a morte súbita.

Melhora clínica de pacientes com câncer

O uso do ômega 3 é comum em pacientes em tratamento. Contudo, esse uso não é com o intuito de tratar a doença, mas sim, porque estudos atestam a melhora do quadro clínico de pacientes que fazem uso do suplemento. Ou seja, seu uso em tratamentos é apenas para evitar a perda de peso do paciente, dentre outros fatores físicos.

Assim, pacientes em tratamento contra alguns tipos de câncer, como o câncer de pâncreas, fazem uso do suplemento, sob orientação médica, para melhorar a qualidade de vida, evitar a perda de peso e fortalecer o sistema para aumentar a resistência aos tratamentos de químico e fisioterapias.

Ameniza dores inflamatórias

O uso de suplementos de ômega-3 contribui com a redução da produção de glândulas com potencial inflamatório, tais como, as prostaglandinas, leucotrienos e tromboxanos. Isso resulta em uma consequente redução de dores causadas por inflamações.

Gera benefícios no tratamento de esquizofrênicos

A esquizofrenia é uma doença psíquica sem causa aparente e sem cura. O fato de não saber a causa do desenvolvimento do distúrbio dificulta o tratamento e impossibilita a cura. No entanto, muitos estudiosos e profissionais indicam tratamentos para controle ou amenização do desenvolvimento do distúrbio.

Com isso, pesquisadores atestaram que a utilização de doses elevadas do ômega-3 no tratamento de esquizofrênicos resulta em benefícios para o paciente. É recomendado doses até quatro vezes acima do que deve ser consumido por adultos saudáveis. É importante lembrar que esse processo deve ser indicado, controlado e acompanhado por um profissional habilitado.

Combate o Lúpus

O lúpus eritematoso sistêmico, conhecido popularmente por LES, é uma doença inflamatória autoimune. Ela tem por principal característica a perda de equilíbrio. Isso porque, altera a regulação imune celular e aumenta os níveis circulantes de mediadores inflamatórios.

Suplementos de ômega-3 podem ser acrescentados ao tratamento dos pacientes de LES. Com tudo, o uso da suplementação precisa ser orientado por um profissional. Pois, existem poucos estudos a respeito do papel dos ácidos graxos do ômega 3 nesses pacientes. Dessa forma, não a como definir os possíveis efeitos colaterais.

Quem pode ou não usar o Ômega 3?

O ômega 3 é composto por óxidos naturais e importantes a saúde do organismo humano. Por não ser naturalmente sintetizado pelo organismo, deve ser adquirido diariamente por meio da alimentação ou suplementos.

Quem pode ou não usar o ômega 3? Fonte: Freepik.
Quem pode ou não usar o ômega 3? Fonte: Freepik.

O uso de suplementos de ômega 3 não tem contraindicações, entretanto, em casos de doenças, uso de outros medicamentos, gestação ou lactação, recomenda-se a orientação prévia de um profissional habilitado.

É importante ressaltar que o uso de suplementos deve ser aliado a uma alimentação adequada e a prática constante de exercícios físicos. Pois, manter um estilo de vida saudável contribui com os efeitos do óxido e previne o surgimento de inúmeras doenças.

Por fim, destacamos novamente que é indispensável consulta com um profissional habilitado para que os resultados desejados sejam alcançados, bem como evitar qualquer efeito colateral.

Inscreva-se para receber novidades e ofertas exclusivas

SAC / Televendas: (31) 3063-8989
E-Mail: sac@naturecenter.com.br
Rua Juruá, Bairro da Graça, Belo Horizonte/MG - CEP 31140-020
© 2010 – 2020 – Nature Center - Todos Os Direitos Reservados

Ao finalizar seu pedido, você concorda com as nossas condições de uso. Verifique a nossa Política de Privacidade, Cookies e Anúncios Baseados em Interesse.