Tag: Falta de Vitamina C sintomas

Falta de vitamina C: Sintomas e Cuidados

A reputação da Vitamina C, conhecida formalmente como ácido ascórbico, é totalmente merecida. Uma das substâncias mais importantes em inúmeros aspectos do funcionamento do nosso corpo, essa importância é sentida ainda mais quando ela está ausente ou se encontra em quantidades abaixo do ideal. Aqui nós iremos enumerar para vocês as diversas implicações negativas que uma dieta carente em quantidades apropriadas de Vitamina C pode ter no organismo, além das principais doenças que podem acometer crianças e adultos com um quadro de hipovitaminose. Por último, serão listadas algumas precauções para manter níveis aceitáveis da vitamina em seu organismo e evitar problemas futuros, seja através de cuidados com a sua dieta ou de suplementação por meio de itens disponíveis aqui na Nature Center!

Doenças Causadas pela Falta de Vitamina C

Para enumerar as doenças causadas pela ausência do ácido ascórbico no organismo, deve-se primeiramente enumerar as funções dele, para se ter uma ideia do que é perdido quando ele não se encontra em níveis ideais.
Doenças Causadas pela Falta de Vitamina C – Fonte: Freepik.
Doenças Causadas pela Falta de Vitamina C – Fonte: Freepik.
Além de participar nos processos de respiração celular, a substância também é fundamental na síntese de adrenalina e a dopamina. Além disso, a Vitamina C confere os benefícios de tornar o organismo mais resistente contra infecções e fortalecer a integridade das paredes dos vasos sanguíneos. É uma substância fundamental na formação de praticamente todos os tecidos do nosso corpo, além de desempenhar um papel-chave nos processos de regeneração deles.

Escorbuto

A relação entre a deficiência de Vitamina C e o desenvolvimento do escorbuto começou a ser feita lá no século XVIII, quando muitos marinheiros contraíram a doença durante longas viagens marítimas e chegavam a morrer no processo. James Lind, um médico escocês, foi o primeiro a se tornar notório por pesquisas relacionando as duas coisas. Tal notoriedade culminou na publicação de um estudo em 1753, onde era comprovado que o quadro do escorbuto poderia ser remediado pela ingestão de sucos cítricos. As descobertas do estudo foram ganhando popularidade ao longo dos anos até que, em 1795, a marinha britânica tornou obrigatória a ingestão de frutos cítricos pelos marinheiros. Após contrair o escorbuto, um quadro sintomático demora poucos meses para se desenvolver. A lista de sintomas inclui, mas não se limita a: hemorragia subcutânea; gengivas doloridas, inchadas e arroxeadas; dentes frouxos; inchaço nas articulações; cabelo seco e quebradiço; pele áspera e escamosa; acúmulo de líquido nas pernas; fadiga e possível desenvolvimento de anemia; e uma maior probabilidade de infecções. Como mencionado na história dos marinheiros do século XVIII, casos mais graves dessa doença podem até mesmo levar à morte, especialmente se não forem tratados de forma adequada.

Doença de Barlow

A grande importância que a Vitamina C tem na composição das fibras colágenas, na reparação de tecidos e na manutenção da integridade dos tecidos musculares torna sua ausência sentida em crianças mais jovens através da Doença de Barlow, conhecida popularmente como sopro no coração. Doença de Barlow, mais frequente em crianças com hipovitaminose, é também chamada de prolapso da válvula mitral. Trata-se de um problema cardíaco no qual a válvula mitral, que separa as câmaras superior e inferior (respectivamente, átrio e ventrículo) esquerdos do coração, não fecha apropriadamente e se torna incapaz de impedir o retorno de sangue do ventrículo para o átrio. Essa insuficiência da válvula mitral gera um “ruído cardíaco” durante a contração do ventrículo, que é conhecido como sopro mesossistólico e pode ser detectado através da auscultação por meio de estetoscópio.

Falta de Vitamina C: Sintomas

A deficiência grave (com alta probabilidade de desenvolver doenças) é caracterizada por um nível abaixo de 0,2 mg de vitamina no sangue.
Falta de Vitamina C: Sintomas – Fonte: Freepik.
Falta de Vitamina C: Sintomas – Fonte: Freepik.
Além de provocar o Escorbuto e a Doença de Barlow, a falta de vitamina C é frequentemente relacionada com o retardo na cicatrização de feridas. Isso se deve ao fato supracitado de que ela apresenta papel essencial na produção do colágeno e reparação de tecidos. Um estudo realizado pela pesquisadora Anitra Carr analisou os efeitos da vitamina C em pessoas doentes com quadros clínicos variados. Dentre outros pacientes analisados, aqueles que possuíam baixos níveis de vitamina C estavam mais propensos a ter choque séptico, que consiste no estágio avançado de uma infecção que é caracterizado por comprometer vários órgãos do corpo ao mesmo tempo, com possibilidade de levar à morte. Além disso, o estudo da doutora Carr mostrou que a vitamina C reduz a duração dos comuns quadros de gripe e resfriado, além de ajudar muito na melhora do humor de pacientes, fazendo com que o tratamento ocorra de forma mais tranquila. Quanto à parte de melhorar o humor, a explicação para isso é o seguinte: visto que o ácido ascórbico influencia na produção de dopamina e adrenalina, tal como foi dito no início do texto, adultos que estiverem aderindo a uma dieta com baixo teor da substância podem se sentir mais cansados, fracos e irritadiços. Além disso, eles podem perder peso e apresentar falta de definição muscular, além de dores nas articulações mesmo antes de o quadro (possivelmente) evoluir para escorbuto. Bebês e crianças com o mesmo problema podem ficar irritados, sentir dor ao tentar se movimentar ou sofrer com perda de apetite. Bebês não ganham peso como fariam normalmente. O crescimento ósseo é prejudicado em bebês e crianças, e também há a possibilidade de sangramentos e anemia.

Cuidados com a Falta de Vitamina C

Pode-se prevenir a deficiência de vitamina C através de uma ingestão regular das quantidades recomendadas de alimentos ricos no nutriente, tais como frutas e verduras frescas, ou tomando a quantidade recomendada em suplementos diários.
Cuidados com a Falta de Vitamina C – Fonte: Freepik.
Cuidados com a Falta de Vitamina C – Fonte: Freepik.
Frutas e vegetais frescos são as principais fontes de Vitamina C, e as únicas que você precisa normalmente para repor o nutriente em circunstâncias usuais. Por exemplo, como fora dito anteriormente, frutas cítricas e derivados são altamente ricos nessa substância, e geralmente se encontram no topo das listas de alimentos relacionados à vitamina. Além disso, há uma grande variedade de suplementos como os que estão disponíveis na Nature Center em cápsulas, gomas mastigáveis (que certamente irão agradar as crianças), efervescente, entre outras formas. A quantidade diária idealmente recomendada para pessoas adultas no geral é de 100 miligramas, embora pessoas que se encontram em situações excepcionais a exemplo de infecções, gravidez, amamentação e tabagismo exigem quantidades mais altas para suprir essa necessidade. Claro, seria preciso consumir menos de 10 mg ao dia para haver a possibilidade de chegar a um quadro como escorbuto, mas “apenas” ter o hábito de ingerir qualquer quantidade inferior à metade da recomendação diária tem sido relacionada a um aumento do risco de ataque cardíaco. Vale lembrar também que o consumo não pode exceder 2.000 mg por dia em hipótese alguma, pois quantidades excessivas dessa substância podem prejudicar o organismo causando diarreia, náusea, vômito, dor de cabeça e insônia.

Inscreva-se para receber novidades e ofertas exclusivas

SAC / Televendas: (31) 3063-8989
E-Mail: sac@naturecenter.com.br
Rua Juruá, Bairro da Graça, Belo Horizonte/MG - CEP 31140-020
© 2010 – 2020 – Nature Center - Todos Os Direitos Reservados

Ao finalizar seu pedido, você concorda com as nossas condições de uso. Verifique a nossa Política de Privacidade, Cookies e Anúncios Baseados em Interesse.