Conheça mais sobre a dieta da proteína

As proteínas têm grande importância para a promoção do emagrecimento. Tratam-se de alimentos que promovem a saciedade, fazendo com que se coma menos. Exatamente por essa razão, a ordem de consumo dos alimentos na refeição deve ser: primeiro saladas, depois proteínas e, só então, os outros grupos alimentares, para garantir um baixo consumo de carboidratos, gorduras e açúcares.

Há um tipo de dieta específica voltada para uma priorização desses nutrientes: a dieta Dukan, ou dieta da proteina, que é conhecida por ampliar esse grupo alimentar e reduzir os carboidratos. Por conta do efeito de “saciedade” a pessoa recorre menos aos doces e carboidratos, que são os conhecidos vilões de ganho de peso. Como a proteína é de digestão lenta, o corpo terá de utilizar a gordura como combustível ao sistema digestório, promovendo perda de peso.

Como vantagem extra para esse tipo de dieta, existe a questão de a proteína construir mais tecido muscular. Essa estrutura, por sua vez, exige maior consumo de energia do organismo para sustentar o maior volume celular que passa a existir; tal processo acaba levando a uma aceleração do metabolismo, para garantir resposta energética rápida aos músculos – e isso também contribui com a perda de peso corporal.

Contudo, não se deve remover, por completo, os carboidratos da alimentação diária, mas sim, promover uma redução, haja vista que o organismo depende de energia para todas as atividades, sejam internas, sejam externas – as ações do dia a dia. Ou seja, se o corpo não contar com essa fonte de energia, irá buscar no músculo. Se os níveis de carboidrato estiverem baixos, a insulina também estará, o que eliminará os depósitos adiposos em locais como cintura e quadris.

Não é qualquer proteína que deve ser consumida, mas as magras – queijo minas, cottage, aves, peixes, entre outros, como cereais e leguminosas, que também são fontes proteicas. Com uma dieta que consiga reunir 2.200 kcal por dia, você pode ser capaz de secar 2 kg em uma semana.

Com base nessa ideia, surge a dieta Dukan, realizada por muitas celebridades, como Jennifer Lopez e Penelope Cruz, entre outros. Elaborada pelo médico francês Pierre Dukan, no final do século XX.

Fase de Emagrecimento:

1- Ataque

Realizada por um período entre dois sete dias. Trata-se do momento mais radical da Dukan, porque só se permite a ingestão de proteínas. Aqui se perde muito peso, rapidamente;  pelas razões já apontadas. Sugestões de consumo: peito de peru ou frango, fígado, carnes magras, rins, aves, frutos do mar, iogurtes, queijos e/ou leite desnatado e ovos;

2- Cruzeiro

Pode ser feita por quanto tempo desejar; combina o consumo de proteína a legumes, em dias alternados. Deve haver o consumo de, no mínimo, 1500 ml de água, no dia a dia. As  proteínas são as mesmas, acrescentando-se os legumes: pepino, palmito, acelga, espinafre, repolho, alho-poró, berinjela, tomate, rabanete, abobrinha, aipo, cogumelos escarola e vegetais folhosos em geral;

Fase de manutenção de peso

3- Consolidação

A duração será de acordo com um cálculo: 10 dias x o número de quilos eliminados nas etapas anteriores. Pode-se consumir uma porção de pão – integral –, uma de queijo e uma de frutas, e duas porções de cereal por semana. O objetivo é controlar o peso;

4- Estabilização

A vida inteira o indivíduo deverá seguir esse princípio, para manter o peso no patamar conquistado, em definitivo. Regras para essa etapa final: um dia na semana a Fase de Ataque, prática de atividades físicas e 3 colheres de sopa de aveia, todo dia.

Caminhadas deverão sempre acompanhar todas as fases da Dieta Dukan.  É recomendado que o médico e nutricionista sejam consultados sobre a intenção de realizar a Dieta, para uma avaliação completa do estado de saúde geral.

Curtiu ? Ficou curioso ? Leia mais sobre Dietas no nosso blog.