Produtos naturais que fazem referência aos contidos em termogênicos do mercado e ao centro Termogênicos naturais: o que são e como consumir?

Termogênicos naturais: o que são e como consumir?

Quando estamos no processo de perda de peso, todos ao nosso redor viram, espontaneamente, nutricionistas de renome. Aí, é comum que quem quer emagrecer ouça as pessoas darem dicas que, em um primeiro momento, parecem estranhas – mas podem, realmente, fazer a diferença.

Você mesmo já deve ter ouvido alguém falar algo como “joga bastante pimenta na comida e toma muita água gelada!” quando pediu dicas de como queimar gordura mais rápido. Citar ingredientes “aleatórios” na conversa é algo que faz a maioria das pessoas que já tentou, alguma vez na vida, perder peso.

Mas, no caso do exemplo, há uma explicação científica para a afirmação: isso acontece porque tanto a pimenta (principalmente a vermelha) quanto a água gelada são considerados termogênicos, ou seja, substâncias capazes de aumentar a temperatura corporal acelerando, assim, o metabolismo. O resultado é uma queima mais rápida de gordura.

Claro que nem a pimenta ou a água são milagrosos e vão resolver, sozinhos, seus problemas. Também não é uma única utilização que vai fazer diferença no corpo – a água, por exemplo, só vai funcionar mesmo a partir de dois litros por dia. O consumo desses e outros alimentos termogênicos deve ser regular e, principalmente, pautado em uma alimentação saudável e aliada e exercícios físicos.

Mas, calma: não queremos que você se entupa de pimenta e água gelada e fique por isso mesmo. Hoje, você vai descobrir que muitos outros alimentos, como gengibre, óleo de coco e cafeína, principal ingrediente do suplemento Kimera Thermo, são ótimos termogênicos e podem te ajudar a obter resultados expressivos na sua luta contra a balança.

O primeiro passo para entender como alimentos e suplementos termogênicos farão diferença na sua rotina é compreender o que é esse tal de metabolismo que fica acelerado com termogênicos e como ele funciona.

O que é metabolismo?

A todo momento nosso corpo está processando milhares de reações químicas que permitem funções vitais em sincronia. Isso acontece do momento em que você é gestado na barriga da sua mãe até o momento em que morre, sem que haja um período de descanso. Assim, nossos órgãos fazem cada um seu papel, o sangue irriga o corpo e o cérebro mantém a comunicação com toda a engrenagem.

Os músculos, os nervos e toda e qualquer célula trabalham incansavelmente para que você possa fazer desde a mais simples das coisas, como piscar um olho, até ultrapassar todos os limites fisiológicos exigidos em uma atividade qualquer. Chamamos de metabolismo o conjunto de reações que permite que tudo isso aconteça.

O metabolismo só opera de maneira correta através do recebimento de energia. Isso significa que quanto mais energia o corpo gasta, maior será o metabolismo. A energia pode vir de atividades, exercícios físicos, do simples respirar – mas a maior parte dela é adquirida através da alimentação.

Sabe aquela história de que a gente é o que a gente come? Então: quanto mais consumimos alimentos que permitam o gasto de energia, mais o nosso metabolismo será acelerado.

Como o metabolismo reage aos termogênicos?

 Ao ingerirmos um termogênico, nosso corpo processa uma intensa criação de calor em relação à nossa temperatura corporal. Animais de “sangue quente”, como o ser humano, gastam energia tanto para produzir quanto para dispersar calor, para suprimir suas necessidades internas ou de acordo com as variações do ambiente.

É por isso, por exemplo, que tomar água gelada é uma forma de promover termogênese: como ela está em uma temperatura bem menor do que a do nosso corpo, acaba “forçando” o organismo produzir mais calor para poder elevar a temperatura daquele alimento. Tomar água gelada com Kimera Thermo, então, é um boost para a aceleração do metabolismo!

Seguindo esse raciocínio, em um dia frio, os tremores que você sente quando não está bem agasalhado dizem respeito aos sinais do corpo queimando energia para produzir calor – e, assim, você não morrerá de hipotermia. Do contrário, a transpiração em ambientes muito quentes é uma maneira de o corpo baixar sua temperatura para não cozinhar com o contexto.

Resumindo, o metabolismo sempre vai encontrar um jeito de melhorar suas chances de sobreviver em ambientes extremos, e a alimentação ajuda muito a fazê-lo se adaptar a realidades não tão extremas, mas onde a queima de energia é muito bem vinda. Quanto mais o metabolismo estiver acelerado, maior é o potencial de emagrecimento.

O alerta fica para metabolismos extremamente acelerados, além da medida, ou lentos demais. Nesses casos, ou a pessoa emagrece muito em pouquíssimo tempo, sem dietas ou atividades, e não para de emagrecer, ou engorda bastante, ainda que siga uma alimentação regrada e faça exercícios físicos.

Para essas realidade, a utilização de termogênicos deve ser interrompida e a pessoa precisa buscar ajuda médica. Ambos os cenários podem sugerir alterações na tireoide, e apenas medicamentos prescritos (e, em casos extremos, cirurgias) podem fazer com que a pessoa tenha mais saúde e cumpra seus objetivos pessoais quanto a seu próprio corpo.

Termogênicos naturais

Todos os alimentos ingeridos vão fazer seu corpo gastar energia para a digestão, mas nem todos necessitam da mesma quantidade de energia (ou seja, de calorias) para que o processo seja concluído. Isso posto, fica fácil entender porque algumas opções são tão “engordativas”.

O pão branco, por exemplo, não estimula o gasto de muita energia pelo organismo, e fica ali, “andando” pela nossa cintura, glúteo, pernas… já as proteínas ou cereais integrais pedem mais esforço digestivo do corpo.

Os termogênicos naturais, então, são aqueles alimentos que possuem a capacidade de elevar o gasto energético do organismo durante a metabolização, ou aumentar a produção de calor sempre que necessário.

Termogênicos na eliminação de gordura  

Usando o exemplo que demos no início do texto, é óbvio que não dá pra viver uma vida inteira consumindo apenas pimenta, água gelada, café, óleo de coco… é preciso ter uma oferta diversificada de alimentos para que o organismo possa processar a maior quantidade de nutrientes possíveis.

Por isso, às vezes vamos fornecer mais energia, através da alimentação, do que o corpo realmente necessita. Insira aqui as pizzas, os chocolates, as batatas fritas, a macarronada de domingo e tudo aquilo que o corpo não precisa, mas a gente quer.

E está tudo bem. Vez ou outra, não há mal nenhum em comer porcarias deliciosas, mesmo que a gente saiba que elas vão se transformar naquilo que menos gostamos: gorduras. A gordura nada mais é do que um estoque de energia para quando o corpo não receber o combustível suficiente – como, por exemplo, quando ficamos muito tempo sem nos alimentar.

(Tá vendo o problema de pular refeições?)

Nesse caso, é preciso, primeiro, regularizar a alimentação. Depois, queimar a gordura acumulada, que não nos serve para nada, e impedir o acúmulo de mais gordura. As principais formas de resolver todos esses problemas são apostar em uma reeducação alimentar, fazer atividades físicas regulares e consumir alimentos que promovam a utilização da gordura como fonte de energia para a digestão ou produção de calor.

Ou seja, você precisa dos termogênicos para alcançar esse objetivo, como também para aumentar o metabolismo e, ainda, perder peso.

Benefícios dos termogênicos

Dentre os muitos benefícios dos termogênicos estão, como listados acima, o aumento do metabolismo, o correto direcionamento da gordura para gasto de energia e a perda de peso.

Mas as vantagens não param por aí. O alimento termogênico também auxilia o organismo no ganho de massa muscular, em uma rotina regrada de exercícios físicos, e a melhora no desempenho de atividades de alta intensidade. Isso ocorre porque o termogênico tem a possibilidade de melhorar a resistência muscular, causando mais contrações e tornando o esforço mais eficaz.

Quais são os melhores alimentos termogênicos?

A termogênese pela dieta pode ocorrer através do consumo de alimentos que necessitem de muita energia para ser digeridos, e de alimentos que aumentem a produção de calor no organismo, ou de suplementos que, através de ativos naturais, cumpram essa função.

Dentre os termogênicos naturais estão as opções com muita proteína, nutriente mais termogênico de uma dieta, pimenta (que favorece o aumento da quebra de gorduras no tecido adiposo), gengibre (que aumenta o gasto calórico em mais de 10%) e chá verde (que só não é recomendado à noite para quem tem insônia).

Na lista dos principais alimentos termogênicos, a cafeína aparece em lugar de destaque por servir de estimulante. Não à toa, é o principal composto dos melhores suplementos termogênicos, como Kimera Thermo.

A cafeína aumenta a disposição de energia, diminui a fadiga, melhora a performance esportiva e, claro, aumenta o metabolismo, favorecendo a perda de peso e o ganho de massa magra.

Além dela, também são alimentos termogênicos a canela (que aumenta o metabolismo basal), o chá de hibisco (com dose recomendada de um litro por dia) e o óleo de coco (por ser facilmente digerido, é transformado em energia, além de aumentar a saúde cardiovascular e fortalecer o sistema imunológico).

Podemos citar como bons termogênicos, ainda, o vinagre de maçã (cuja acidez causa os mesmos efeitos da pimenta), alimentos com ômega 3 (que melhora a retenção de líquidos e facilita a comunicação entre as células) e, claro, a água gelada, que gasta energia para elevar a temperatura interna até a considerada adequada pelo corpo, ou seja, algo entre 36o e 37o. Para efeitos reais, melhor ingerir pelo menos dois litros de água gelada por dia.

E qual é o melhor suplemento termogênico?

Quem não tem tempo ou paciência de inserir todos esses itens em uma dieta – ou não gosta do sabor que eles tem – pode optar por suplementos termogênicos que ajudam a emagrecer.

Um dos mais procurados é o Kimera Thermo, suplemento à base de cafeína e outros produtos naturais que auxilia na perda de peso e aumenta a disposição para fazer exercícios físicos ou, até mesmo, tarefas básicas do dia a dia.

Por ser completamente natural, o suplemento Kimera Thermo não apresenta histórico de efeitos colaterais. Mas, assim como qualquer suplementação, deve ser utilizado moderadamente e, de preferência, com acompanhamento médico e nutricional.

Caso queira viver a experiência de ter mais energia, disposição e foco, você pode comprar Kimera Thermo aqui mesmo, no site da Nature Center.

Cuidados no consumo de alimentos e suplementos termogênicos

Como foi dito, não é porque vem da terra e é natural que você vai usar e abusar dos termogênicos como se não houvesse amanhã – porque há, e o exagero pode trazer sérios riscos à saúde.

A dica é não olhar apenas para os benefícios e procurar recomendações médicas antes de colocar qualquer coisa diferente na dieta. A título de curiosidade, pessoas com hipertireoidismo, por exemplo, não devem ingerir alimentos termogênicos por já terem um metabolismo muito elevado. Com a “ajuda” extra pode ocorrer perda de massa muscular.

Outro ponto de atenção é na utilização de alimentos e suplementos termogênicos por crianças, gestantes, idosos e pessoas com doenças do coração. Hipertensos e pessoas que sofrem de enxaqueca, úlcera e alergias só devem fazer uso desses alimentos em caso de indicação nutricional, com acompanhamento de perto, uma vez que eles podem levar ao aumento da pressão arterial, hipoglicemia, nervosismo e taquicardia.

Se consumido em excesso, um termogênico pode causar tontura, insônia, dor de cabeça e problemas gastrointestinais. Se algum desses sintomas aparecer tão logo você insira termogênicos (tanto em alimentação quanto em suplementação) na sua dieta, procure um médico. Às vezes você só precisa diminuir a dosagem para não passar mal e, ainda assim, obter bons resultados.

Para ter o corpo dos sonhos é preciso, primeiro, respeitar seus limites. Por isso, antes de iniciar tratamentos com aditivos termogênicos, procure profissionais da saúde que possam te orientar quanto ao melhor uso dos produtos.

No caso das suplementações, verifique as instruções da embalagem e não negligencie os grupos de risco. É melhor consumir aquilo que vai te fazer bem a longo prazo – e, quanto mais responsável for o uso dos termogênicos, mais diferença eles farão no seu dia a dia.

Tem mais alguma dúvida sobre alimentos termogênicos ou quer informações de suplementos que possam te ajudar a conquistar seus objetivos pessoais, incluindo o Kimera Thermo? Conte com a Nature Center!

Mande um e-mail para sac@naturecenter.com.br ou deixe um comentário abaixo com seu e-mail e telefone e entraremos em contato!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *