Como substituir os temperos industrializados pelos naturais

Na hora de cozinhar muitas vezes optamos por temperos prontos para economizar tempo no preparo dos alimentos. A grande variedade de opções nas prateleiras dos supermercados pode nos levar a acreditar que esses condimentos são uma boa alternativa para tornar a comida mais saborosa. Porém, será que eles são tão vantajosos assim? Ainda que pareçam inofensivos, se olharmos atentamente os rótulos desses produtos veremos que muitos deles podem ser verdadeiras bombas no nosso organismo. Por serem ricos em substâncias como conservantes, corantes e sódio esses produtos podem trazer diversos males à saúde. Para se ter uma ideia, a Organização Mundial da Saúde recomenda 2400 miligramas para o consumo de sódio por dia e algumas marcas de temperos prontos apresentam 1038 miligramas, dependendo do sabor, o que equivale a quase metade da cota diária.

É possível banir esses produtos das nossas refeições e, ainda assim, continuar cozinhando de forma prática e garantir um sabor realmente caseiro e saudável aos alimentos. Entenda a seguir o que deve ser evitado e como substituir:

Os malefícios dos temperos convencionais

Os condimentos comercializados em sachês ou tabletes de caldo de vários sabores, além do excesso de sódio, carregam substâncias prejudiciais ao nosso organismo. Conheça os mais frequentes e os riscos que eles apresentam:

  • Sódio: Elemento de origem mineral que possui elevada taxa de absorção pelo organismo. Seu consumo em excesso está associado a uma série de problemas de saúde como a hipertensão, a retenção de líquidos no corpo e doenças cardiovasculares como infartos e derrames.
  • Glucose de milho: Carboidratos simples que são absorvidos rapidamente pelo organismo, fornecendo energia instantaneamente. Eles aumentam os níveis de açúcar no sangue numa velocidade acelerada e causa a liberação imediata da insulina, que propicia o acúmulo de gordura, assim, dificulta a perda de peso.
  • Glutamato monossódico: Essa substância tem a função de realçar o sabor dos alimentos e torna-los mais atrativos, ou seja, é uma substância que estimula as células e pode danificá-las, principalmente em excesso, além disso, este produto estimula o consumo excessivo, contribuindo para o ganho de peso.
  • Gordura trans: Encontrada principalmente em alimentos industrializados, a Gordura trans, também conhecida como óleo hidrogenado, consiste na transformação do óleo vegetal em gordura sólida. No organismo ela pode danificar o metabolismo, inflamar o corpo, aumentar o colesterol ruim e diminuir o bom. Além disso causa fatores de risco para doenças como obesidade, dificuldade na passagem do sangue pelas artérias, diabetes, inflamações, câncer de mama e outros.

Alternativas saudáveis

Para dar sabor aos alimentos e agregar saúde às refeições, o ideal é substituir os temperos prontos pelos temperos naturais. Há diversas maneiras de manuseá-los para prolongar sua duração e conservar seus nutrientes, tornando o preparo mais prático e saudável. Confira algumas opções que podem fazer a diferença em seus pratos e sua saúde:

  • Cebola e alho: Essa dupla, muito utilizada na culinária brasileira, é a base de quase todos os pratos salgados. Além de funcionarem muito bem juntos ou separados, os dois ainda possuem propriedades benéficas ao nosso organismo. O alho contribui para a diminuição do colesterol e da pressão sanguínea e a cebola pode diminuir os riscos de trombose.
  • Sal marinho ou sal grosso: O sal comum é a principal fonte de sódio, pois, é 40% composto por ele e os outros 60% por cloreto. É através do consumo exagerado do sal que a maioria das pessoas excede a ingestão de sódio, porém, há alternativas melhores entre os diversos tipos. Tanto o sal marinho quanto o sal grosso podem ser alternativas mais saudáveis para a forma comum refinada que mais utilizamos, pois, seus cristais são menos absorvidos pelos alimentos, diminuindo consequentemente a ingestão dos mesmos.
  • Ervas frescas: Há milhares de combinações e formas que as ervas frescas e especiarias podem ser utilizadas na culinária. Algumas possuem até propriedades medicinais. Quanto mais frescas mais nutrientes elas têm, e, por isso muitas pessoas cultivam em casa, pois, além de não tomarem muito espaço também não exigem muitos cuidados. A maioria das ervas são encontradas facilmente em mercados e feiras, e se encaixam bem em qualquer receita. Por realçarem o sabor natural dos alimentos, ingredientes como o limão, orégano e pimentas podem ser uma alternativa para reduzir o uso de sal e ainda assim fazer pratos saborosos.

Mas nem sempre sobra tempo para ir à feira e garantir alimentos frescos, por isso, já existe a versão desidratada que dura muito mais e aumenta a praticidade. Para aqueles que ainda tem muitas dúvidas na hora de usar as ervas e saber qual é mais adequada para cada tipo de prato, há produtos como o Mrs. Dash Salt Free, que não contém sódio e nem glúten e consiste numa mistura à base de especiarias e ingredientes vegetais como alho e cebola, orégano e ervas finas, entre outros, em várias combinações, para acentuar o sabor dos alimentos de forma natural e saudável e sem utilizar sal.

2 comments on “Como substituir os temperos industrializados pelos naturais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *